Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

terça-feira, 1 de maio de 2007

1039. Pieter Paul Rubens

Daniel na caverna dos leões
Pieter Paul Rubens
c. 1615 Óleo s/tela
National Gallery of Art, Washington

...

6 comentários:

Imagens disse...

Agora, 10:20 aí, aqui 18:20 PM. Não tinha visto que tinhas um relógio, uma foto, alguns presentes recebidos, filmes e músicas, a linda bandeira de Portugal a tremular! Não sei lidar com este tipo de blog! Estou a montar um para mim, mas não consegui até agora, acho que vou desistir! Não consegui abrir este post: Daniel na caverna dos leões.
Volto outro dia!
Beijos!!!

Ruvasa disse...

Viva, Leila!

Espera aí!

8 horas mais tarde aí? Mas, então, não estás no Brasil? Ora, deixa cá ver, deixa cá ver, 8 horas mais do que em Portugal, só pode ser na China ou arredores...

Estás a ludibriar-me, não?

Afinal, onde vives? Pensei que fosse no Brasil e que fosses brasileira. O que é certo é que a tua escrita não é brasileira.

Quanto ao blog, tenta outra vez, que vais ver que consegues com a maior das facilidades. Mas o que é que aconteceu ao fotoblog da Leila? Agora só lá tens dois posts, ou melhor, um, mas repetido, "Adega de Tadeu Lanzarini". E escolheste outra cor de fundo. Porquê?

Bem, já estou a perguntar demais, não é?

Beijos

Ruben

fm disse...

Uma chamada de atenção:

http://reinodamacacada.blogspot.com/2007/05/o-regresso-da-inquisio-ou-um-novo.html

Não vem muito a propósito mas convém estar atento!

Ruvasa disse...

Viva, FM!

Comentei já no seu blog.

Abraço

Ruben

Imagens disse...

Bem, sou brasileira, mesmo!!!!! Porque dizes que minha escrita não é brasileira?
O relógio de meu computador não está configurado! Está atrasado!!!! Hehehehehe! Não perguntas demais, não!
Tenho um fotoblog: bosquerolli.fotoblog.uol.com.br
e este outro que estou tentando montar! Porque no UOL fico muito limitada! Gostaria de ter os links dos amigos de outros blogs, gostaria de compartilhar filmes, alguns que edito aqui na minha casa, músicas, etc.
Por isso que só tem dois post repetidos: NÃO ESTOU A CONSEGUIR POSTAR...NÃO APRENDI AINDA!
Sou do sul do Brasil, moro no estado do Rio Grande do Sul, numa cidadezinha de colonização italiana. Nasci no Rio de Janeiro! Se olhares no meu blog tem fotos de todos os lugares por onde já passei, quer dizer, quase todos!
Estive em Ibiraquera, onde mora nosso amigo Eduardo, há uns anos atrás, e ainda não consegui postar as fotos de lá! Porque se edito todas de uma vez, fica difícil para as pessoas olharem todas. Achei que no imagens eu conseguiria...
Beijos!!!

Ruvasa disse...

Viva, Leila!

Tenho visto os teus blogs. Este é que está um tanto atrasado e inacabado. Força, vá em frente.

É verdade, a tua escrita não usa os termos e expressões brasileiros. Bem, não estou a referir-me ao português-brasileiro da favela, correspondente ao cockney londrino,claro.

Nas os brasileiros têm um jeito diferente de abordar o português bem diferente do teu. O o teu diferente dos restantes.

Estive a pensar a talvez que isso seja resultado de diferenças de linguagem escrita (talvez também falada) entre Baía, Rio, mesmo S.Paulo e Rio Grande do Sul, Porto Alegre, sei lá.

Infelizmente, ainda não conheço o Brasil. Tenho andado um pouco por toda a parte desse mundo e o mais perto que estive do Brasil foi na Argentina e no Chile. Ah! Estive também numa pequena parte do Brasil, situada na Argentina, San Carlos de Bariloche, que os arge tinos já chamam de Brasilote, por causa das invasões brasileiras, por causa do sky.

De resto, depois de Portugal e África, Angola, Moçambique, S.Tomé e Príncipe, Àfrica do Sul e Zimbabwe (quando ainda era a Rodésia do Sul, onde me nasceu a primeira filha), corri boa parte da Europa, depois a Turquia, a Tailândia, o México, Macau, Nepal, Tibete (até aos 5.230m de altitude, em pleno deserto do planalto
tibetano), Hong Kong e a China desde Pequim, Xangai, Xian, Guilin e por aí abaixo. Este ano, irei ao Vietname e ao Cambodja. O Oriente é fascinante, de verdade.

Com tudo isto, o Brasil tem ficado para trás. Por razão simples: quando aí formos, é para visitar com calma.
Cheguei a pensar em comprar aí uma casa e passar umas boas temporadas por aí. A Isabel (minha mulher), porém, não quer largar os "meninos" (matulões de 34, 32 e 29 anos, respectivamente... Mães!...

Chega de tanto falar de mim.

Beijos

Ruben