Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

terça-feira, 30 de março de 2010

2657. Bocês têm a certeza?...

No Porto, um bêbado estava a passar pelo rio Douro, quando viu um grupo de evangélicos a orar e a cantar. Resolveu perguntar:

- O que é que se está a passar... hic... aqui?
- Estamos a fazer um baptismo nas águas. Você também deseja encontrar o Senhor?
- Hic... Eu quero, sim...

Os evangélicos vestiram-no com uma túnica branca e levaram-no para a fila.
Na margem do rio estava um pastor que pegava nos fiéis, mergulhava-lhes as cabeças, depois tirava e perguntava:
- Irmão... viste Jesus?
- Ah, eu vi, sim...
E todos os evangélicos diziam:
- Aleluia! Aleluia!
Quando chegou a vez do bêbado, o pastor meteu-lhe a cabeça na água, depois tirou e perguntou-lhe:
- Irmão... viste Jesus?
- Num bi! - respondeu o bêbado.
O pastor colocou novamente a cabeça do bêbado na água e deixou-a lá um certo tempo. Depois tirou-a e perguntou:
- E agora, irmão... viu Jesus?
O bêbado, bastante ofegante, lá disse:
- Num bi!
Já nervoso, o pastor colocou de novo a cabeça do bêbado debaixo de água e deixou-a lá por uns cinco minutos. Depois puxou o bêbado e perguntou-lhe:
- E agora, irmão... já conseguiste ver Jesus?
O bêbado, já mole e trôpego de tanta água engolir, disse:
- Carago, já disse que não! Bocês têm a certeza de que Ele caiu aqui?...




sábado, 27 de março de 2010

2655. Venceu o aparelho


Ontem, no Partido Social Democrata,
o aparelho levou a melhor.


O País?
Veremos.




...

sexta-feira, 26 de março de 2010

2654. Piccolo intermezzo


Ma si, facciamo um piccolo intermezzo para desenjoar de tanta porcaria que por aí surge a cada dia que passa. Como hoje se pode ver um pouco mais no SOL.

Apre, que é demais! Isto está tudo vilarista, que é como quem diz, com cheiro esquisitíssimo...


* * *


Aí vai, pois:

Finalmente, cientistas americanos descobriram onde se localiza o famoso ponto G das mulheres.

Imagine-se que é exactamente no final da palavra shopping.
...

quarta-feira, 24 de março de 2010

terça-feira, 23 de março de 2010

2652. O vilarista no Libération

Sob o título "José Sócrates, o português encalhado", o Libération publicou, no passado dia 18, a notícia que adiante pode ler, seguindo o link respectivo e que começa deste modo elucidativo:

"Nada corre bem ao primeiro-ministro socialista, cujo nome está associado a casos de corrupção, num contexto de grave crise económica".


Segue
aqui.

* * *

Sem comentários por absolutamente redundantes.
...

segunda-feira, 22 de março de 2010

2651. E o antidoping?

Ainda a propósito da final da Taça da Liga, ontem disputada, cabe perguntar a quem tenha estado atento aos acontecimentos no relvado e não somente a Bruno Alves:

- Para quando a instituição do controlo anti-doping em todos os jogos de futebol oficiais ou, quando menos, nos que mais directamente decidem títulos.

E o controlo não deve restringir-se ao doping. Muito pelo contrário, deve abarcar a ingestão de xaropes e outras mistelas psico-trópicas.

Quem se opõe ou não institui tais precauções não está interessado em que acabe a bandalheira no
futebolzinho português. Por que será?

É cara, tal medida? E se nenhum clube pudesse inscrever-se nas competições, sem, além de ter pagas as dívidas à Segurança Social, depositar importância destinada a suportar as despesas derivadas do controlo?

Moralizar o futebol é fácil. Desde que se queira.

* * *

Não vem a propósito, mas aqui fica também.

Deixei de ser adepto da implementação dos árbitros de baliza. Não vale a pena. Depois da vergonha a que se assistiu em Marselha, fica mais do que provado que não serve de nada. Apenas o recurso a vídeos e desde que a sua gravação seja controlada por entidade isenta, porque, como se tem visto, se as imagens sãoo recolhidas pela SportTv...
, desde que a gravação seja controlada por

2650. Quim


Sabe por que razão o Quim não aparece nesta foto da comemoração do triunfo de ontem?

Simples. Amuou e foi mais cedo para o balneário.

Por que é que amuou?!

Hom'essa! Não o deixaram jogar!...

Ainda teve uma oportunidade de defender uma bolita mas... quando pensava que ia começar a jogar... nada, não aconteceu mais nada...

Uma festa daquelas e fazerem dele um mero espectador...
Realmente, não se faz; é demais!

...

2649. Bruno Alves

O único senão deste senhor é que devia já ter sido irradiado do futebol e ainda não o foi por toda a gente parecer ter-lhe medo.

A Net está repleta de fotos e vídeos em que se prova, sem margem para a mínima dúvida, que raro é o lance que ele disputa com qualquer adversário, em que não tem uma atitude de agressão evidente, de maior ou menor perigosidade, mas sempre agressão.


Ontem, uma vez mais, passou o jogo inteiro a agredir adversários, a ralhar com colegas e a dar ordens ao árbitro.

Uma actuação indecorosa.

O mais que recebeu em retribuição foi a amostragem de um cartão amarelo, aos 45 minutos, à décima milionésima agressão. Após isso continuou na sua senda até final do jogo.

No futebolzinho de treta que é este da Liga Sagres, não existe um - um bastaria... - agente, refiro-me a árbitros e dirigentes com poderes para tal, que, através dos vídeos dos jogos, tome a medida que se impõe antes de que o rapazinho cause alguma desgraça irreparável.

Criminoso é o que ele faz; criminoso é o que lhe deixam fazer.

Indecoroso, simplesmente indecoroso. Indecoroso e passível de procedimento criminal. Tout court. Sem contemplações.

Para exemplo.

...
...

domingo, 21 de março de 2010

2648. Credos e crentes

Lamentável é que, não obstante reiteradamente enganados, assaltados e espoliados, os crentes se deixem levar em loas e nem vendo-se cada vez mais pobres e miseráveis, por força do permanente engano em que são levados, deixam de cantar hossanas aos que quotidianamente os miserabilizam.

Falo da IURD, ou seja, da Igreja Universal do Reino de Deus. Pois quê? A que outros profetas e crenças pensava que estava a referir-me?

Qualquer semelhança não passa de mera coincidência. Talvez.

Já agora, diga-me cá:

- Crentes destes merecem ou não ser roubados e enxovalhados?
...

2647. Late afternoon thought

A condição sine qua non para que se possa ser vítima de tentativa de assassinato de carácter é ter carácter.
...

2646. O despacho da "Reuters"

Sócrates pode ser chamado a testemunhar, fazendo dele o primeiro [chefe de governo] a fazê-lo em 35 anos de democracia em Portugal.

"É quase inevitável que Sócrates seja chamado e prestará depoimento por escrito, não pessoalmente", diz o analista político Adelino Maltez da Universidade Técnica de Lisboa.

"É uma solução de meio-caminho. Ele quer proteger-se".

Até agora no parlamento e durante várias semanas, apenas houve audiências não vinculativas sobre o caso, durante o qual o Chefe Executivo da PT, Zeinal Bava, negou ter sido usado pelo governo.

Ao contrário das audiências [da Comissão de Ética], o inquérito tem poderes de investigação para recolher informações utilizadas pela polícia e pelos tribunais. [A Comissão de Inquérito] dispõe de dois meses para realizar o inquérito, e reunirá na próxima semana para decidir quem chamará a depor.

O partido da Oposição, PSD, deve eleger um novo líder no final deste mês e os principais candidatos disseram que a investigação poderia levar a uma moção de censura ao governo.

"Essas ameaças podem cair no vazio, no entanto, tudo vai depender da forma como as sondagens se apresentarem nessa altura", disse Maltez.

Recentes sondagens têm mostrado que, apesar de quase 75 por cento dos inquiridos acreditarem que Sócrates mentiu sobre o caso dos “media”, os socialistas ainda ganhariam novas eleições.

Reuters


* * *

Que temos "popularidade" lá fora, lá isso... "Falem bem ou mal de mim, mas falem..."

Como eu gosto da inanidade deste eleitorado que só tem o que merece!



2645. Ah, que me mataste!

Uso a minha inteligência emocional para ignorar tanta coisa que se escreve e diz.

in JN, 20Março2010

...

sábado, 20 de março de 2010

2644. Esta tarde, em Braga

click, para ampliar
...

2643. O "almeida"


Bem, parece que Cavaco Silva encontrou finalmente a verdadeira vocação! Muito louvável, aliás.


Só que não se lhe prognostica grande futuro no métier porque - não há bela sem senão... - desastradamente errou no lixo a deitar fora...


click, para ampliar..

2642. Queira Vossa Senhoria

É um acto de profunda hipocrisia política. Não pretendem apurar nada, mas manter uma suspeição e instrumentalizar a AR no ataque pessoal e político contra mim. Através da comissão de inquérito, não querem descobrir nada, porque já têm as respostas. Não andam à procura de esclarecimentos, o que querem é um palco para me atacarem.
José Sócrates ao JN 20Março2010


* * *

Talvez seja, sim, talvez seja. Mas há fundamento.

Por outro lado há finalmente aqui alguma equidade.

“Eles” terão um palco para atacarem VSia e, em contrapartida e contradita, VSia – se assim o quiser, porque tudo depende só de si -, um palco para se defender e explicar, algo de que tem andado a subtrair-se à outrance.

Defender-se e explicar-se sem mentiras.


Na verdade, se VSia nada tem a temer, o lógico é que apareça na Comissão quando para tal for convocado, se explique, evidenciando as razões da sem-razão dos ataques e pode ficar certo de que não haverá mais sacripanta algum – deputado ou não – que se atreva a levantar um dedo sequer em sua direcção.

Mas, repete-se, sem mentiras nem respostas de “não disse”, “não fiz”, “não sei”, “não estava lá”, “e até tenho raiva a quem sabe” porque, pelo que se sabe já seguramente, tal expediente não colhe por manifestamente insuficiente. O tempo em que isso ainda produzia efeitos já passou e por sua exclusiva opção e responsabilidade.


Queira VSia entender esta elementaridade e dela recolher as necessárias conclusões e poderá levar o seu mandato até ao fim sem que mais seja quem for lhe cause insónias. Simples como as coisas simples.
...

2641. José Trocas-te




...

sexta-feira, 19 de março de 2010

2640. A sondagem em causa própria

O director de campanha da candidatura de Paulo Rangel à liderança do PSD, Mário David, desvalorizou hoje a sondagem publicada pelo semanário “Sol” que dá vantagem a Pedro Passos Coelho, com 51 por cento dos votos, pondo em causa a sua fiabilidade.

Ficámos supreendidos que se queira atribuir um mínimo de credibilidade a uma sondagem que foi feita por uma empresa cujo director e proprietário aparece na primeira página da comissão de honra da candidatura de Passos Coelho”, declarou o eurodeputado ao PÚBLICO.

Essa mesma candidatura [de Passo Coelho] há uma semana atrás dizia que tinha 70 por cento, agora já está nos 50 por cento. Se perder 20 por cento [dos votos] por semana, ganharemos de largo”, ironizou, referindo-se às eleições directas marcadas para o próximo dia 26.

* * *

Sondagens em causa própria até agora apenas conhecíamos as do ilustradíssimo Rui Oliveira e Costa, o socialista sondador... Parece que, afinal, o homem tem concorrência...

As sondagens encomendadas não param neste quintal à beira-mar plantado. Esta, a primeira constatação a referir neste domínio.


A segunda, última e mais importante, está na pergunta, para a qual se necessita de resposta urgente e cabal:


- Por que será que os vilaristas atacam tanto o Rangel e nada o Passos Coelho?


Certamente que não será por masoquismo. Ou será?

A pergunta acima devem os militantes sociais-democratas fazê-la a si próprios, intimamente. E, depois, há que agir em conformidade com a conclusão óbvia a que chegarem.

Há dois anos, alertei para o grave erro que seria a eleição de Manuela Ferreira Leite. Não fui ouvido. O que veio a passar-se deu-me razão. Mais do que aquela que eu julgava ter.


Basta de dar tiros nos pés. Enquanto o fizermos, o vilarista ri-se nas nossas barbas e vai afundando o país. Também por nossa culpa. Há um limite para que qualquer ser humano tenha direito a ser desculpado por ingenuidade. Ultrapassado esse limite...
...

2639. Madeira, uma lição a reter



Madeira

Veja-se como em menos de duas semanas
(em aguns casos numa única semana!)
o esforço dos madeirenses,
poderes públicos e cidadaãos particulares,
deram a volta à tragédia.

Compare-se o momento da tragédia
e o depois...
... e deixe-se que a comoção invada!

Já tinha sido muito impressionante
o sofrimento digno, sem as gritarias histéricas
e as inevitáveis "exigências" de apoios do Estado
a que sempre se assiste em outros lados,
em situações de muito menor desgraça.

Mas esta lição é para recordar,
o exemplo para ser seguido.

Tendo-se assistido ao que se assistiu
e vendo-se agora o que se vê,
quem é que se atreve a negar apoio,
ainda que simplesmente moral,
a este povo indómito,
liderado com seriedade e trabalho sério?

Há que com ele reaprender
os valores do trabalho, da integridade moral, da solidariedade.

Tudo o mais que se diga
é mera falácia
de gente sem pingo de vergonha na cara,
sem a força moral e cívica desta gente.

Agrave-se o IRS
e prove-se que é para acudir aos madeirenses.
Receberemos o anúncio com sorriso de agrado
por se saber que se estará a ajudar
quem, sem dúvida, o merece,
não a contribuir para mais boa vai ela
de outra multidão de inúteis.

Madeirenses, saudamo-vos
e vos dizemos que muito nos orgulhamos
da vossa inquebrantável energia,
do espírito cívico de que destes provas impossíveis de ignorar,
do vosso resgatador portuguesismo.

19 Março 2010

Ruben Valle Santos


fotos devidas à amabilidade de D.Pereira
...

quinta-feira, 18 de março de 2010

2638. Em Marselha


Em Marselha há também muita "fruta", mas está podre!
;-)
...

2637. Porquê "arqº Sócrates"?

Pergunta você:
- Por que lhe chama arqº Sócrates?

Respondo:
- Pela mesmíssima razão que todos lhe chamam engº Sócrates!...

- ???

- Sim, por razão nenhuma. Simples parvoíce. O homem tem tanto direito ao título de "engº" como ao de "arqº", por exemplo. Provavelmente terá mais ao de arquitecto do que ao de engenheiro. Projectos de arquitectura sabe-se que assinou; de engenharia, não.
...

domingo, 14 de março de 2010

2636. Pedro Santana Lopes

Desde sempre fui apoiante de Santana Lopes e continuo a ser.

Embora, como já lhe disse pessoalmente ainda há menos de um mês, algumas vezes não tenha estado em acordo com ele.


Desta vez, acho que é o grande vencedor deste Congresso, porque se bateu pela sua realização e viu-se bem que o partido precisava disso. Portanto, uma vez mais, demonstrou que sabe ler os sinais dos militantes e sabe igualmente dirigir-se-lhes ao âmago. Uma sensibilidade que muito poucos têm.

Mas PSL falhou em duas coisas, a saber, uma em que perdeu e outra em que ganhou:

1. A que perdeu foi a questão da revisão dos Estatutos na parte em que pretendia que a eleição do presidente do partido se fizesse no decurso do Congresso, incluindo uma segunda volta que houvesse que realizar-se.

Não fazia sentido e era uma barafunda dos diabos. Tive oportunidade de lhe dizer pessoalmente que discordava do método. Entendo que o Congresso deve anteceder as directas mas estas realizarem-se alguns dias após e uma segunda volta uma semana depois. E a eleição do presidente do partido feita em lista da Comissão Política Nacional.

Só assim as coisas se processariam sem sobressaltos. A eleição dos restantes órgãos far-se-ia igualmente na mesma altura. A sua opção não foi esta e viu-se no que deu;


2. A que ganhou, entendo que teria sido preferível que tivesse perdido também. Compreendo a razão de ser da existência da proposta de penalização, por discordância da direcção do partido, nos 60 dias anteriores a actos eleitorais. E bastará relembrar as atitudes de José Pacheco Pereira, Marcelo Rebelo de Sousa, Manuela Ferreira Leite e, principalmente, Aníbal Cavaco Silva, para se perceber a pertinência.

No entanto, para lá de discordar da necessidade da introdução de tal penalização, porque há já outras a debruçarem-se sobre a questão, nos Estatutos do PSD, discordo ainda mais que a iniciativa tenha surgido do próprio PSL. Tem um cheirinho a
révanche bem dispensável e constitui-se sombra numa postura impecável que Pedro Santana Lopes sempre teve em tais circunstâncias. A de superioridade às baixezas (para ser moderado) que sofreu na carne e ao seu absolutamente indesmentível cavalheirismo, mesmo político, o que o tem evidenciado como bem sucedido caso único em Portugal. Não gostei. Não gostei mesmo nada.

Este não é o PSL que sempre apoiei e continuo a apoiar.

Há momentos de manifesta infelicidade em que tudo nos sai ao contrário daquilo que sempre fomos e podem, num instante, arruinar uma imagem laboriosamente construída em anos e anos de lucidez. Há momentos em que mais valia ter-se ficado em casa. Até porque estragou bastante o efeito benéfico que conseguira com a realização do Congresso.
Espero que não demore a corrigir o tiro.

2635. Congresso de Mafra






Espera-se que o PSD
saia de todo este processo

sem necessitar de entregar
a gestão
do respectivo condomínio
a empresa externa especializada
.





...


quarta-feira, 10 de março de 2010

2633. Afinal, estávamos todos enganados...

Ouvindo nas audições da Comissão de Ética o atrapalhado, murmurante e encolhido para a frente (tentando ser visto o menos possível?) Henrique Granadeiro e o desenvolto, altissonante e recostado para trás (tentando ser visto o mais possível?) Zeinal Bava, os manda-chuva da Portugal Telecom, a primeira conclusão que se é levado a tirar é a de que na versão mais benigna, o Governo de Portugal, que em representação do Estado Português, detém uma golden share que obriga a que um negócio como o da compra da Media Capital, para dominar a TVI na empresa não possa ser feito sem o seu agreement, é de uma incompetência de bradar aos céus.

Porquê?


Simples. Porque Rui Pedro Soares (sobrinho do outro Soares que conhecemos bem, de gingeira) estava já em Madrid - onde fora levado de jacto particular e demais mordomias - de "cheque" na mão, pronto para ser entregue e, assim, fechado o negócio, ao mesmo tempo que o detentor da golden share, efectivamente o Governo Português (porque o Estado é um ser inanimado, pelo que de nada pode ser acusado) completamente ignorante... Tudo isto, repito, na versão benigna...

Na versão ainda benigna, mas igualmente farso-tauromáquica, atinge-se que na história houve
dois encornados: Granadeiro, o auto-confessado, e o Governo, o auto-"reconhecido".

E nós, em que ficamos? Encornados também e tidos por anjinhos, aceitando estas cretinices, crédulos até mais recôndito átomo medular?

Estes senhoritos pensam que estão a tratar com atrasados mentais? Seguramente que sim.
Cabe-nos a tarefa de os desenganar. Tarefa que é mesmo uma obra de misericórdia.
...

terça-feira, 9 de março de 2010

2632. Eu sou do FCPorto... mas quem sou eu?

Rui Pedro Soares
cujo nome completo pode ler um pouco mais abaixo

Director
Portugal Telecom SA
36 Years Old

Rui Pedro Oliveira Barroso Soares, First elected 2006. Age 36.

-Member of the Executive Committee of Portugal Telecom, SGPS S.A. since April 2006;
-Chief Executive Officer of Portugal Telecom Imobiliaria, S.A.;
-Member of the Board of Directors of Africatel Holdings, BV;
-Chairman of the Board of Directors of Timor Telecom, S.A.;
-Chairman of the Board of Directors of TPT Telecomunicacoes Publicas de Timor, S.A.;
-Vice-Chairman of AIP'Associacao Industrial Portuguesa;
-Chairman of APAN'Associacao Portuguesa de Anunciantes and Member of the Board of Associacao Comercial do Porto;
Chairman of the Board of Directors of Portugal Telecom Imobiliaria, S.A., from 2006 until 2007;
Executive Director of PT Compras'Servicos de Consultoria e Negociacao, S.A. from 2005 until 2006;
Consultant to the Board of Directors of PT Multimedia'Servicos de Telecomunicacoes e Multimedia, SGPS, S.A., in Business Intelligence, Evaluation of Service Quality, Safety and Management of Real Estate issues from 2001 until 2004;
Executive in Business Intelligence and Competitive Analysis at Banco Cetelem, Grupo Banque National de Paris/Paribas from 2000 until 2001;
Assistant of the Socialist Group at the European Parliament from 1998 until 2000.

Retirado de Forbes.com


Eu sou do FCPorto... Eu sou do FCPorto...






Nota explicativa:

Este vídeo não está aqui pelo facto de o homem ser do FCPorto e até "dragão de ouro". Se fosse do SCP ou do SLB, aqui estaria igualmente.

Também não está aqui por ser sobrinho de quem é. Se não o fosse aqui estaria igualmente.

Porquê, então? Porque é preciso que as pessoas saibam quem nos "governa" e às nossas empresas a todos os níveis.

Este senhor que aqui se vê numa actuação de estarrecer, com todo este nível que se constata, perante a Comissão de Ética Cultura e Sociedade da Assembleia da República, não só era Administrador Executivo da Portugal Telecom, como se deslocava a Madrid em avião a jacto particular expressamente ao seu dispor, com a incumbência de, em nome da PT, fechar negócios, como a compra da Media Capital à Prisa, para controlo da TVI.

O que só não veio a acontecer porque, tendo-se sabido o que em segredo estava a ser preparado, o Governo recuou a toda a pressa e mandou que se suspendesse um negócio que o primeiro-ministro afirmou não saber que estava a ser ultimado e a umas horas de ser feito, muito embora não pudesse ser concretizado sem a autorização do governo.


Surpreso e confuso? Pois, mas olhe que é assim mesmo. Talvez se ler mais uma ou duas vezes perceba.

É a senhores deste nível que os negócios das grandes empresas em que o Estado tem poder como ninguém mais estão entregues.

* * *

NB. - O pobre homem hoje vai para a cama sem jantar.
...

2631. Capacidade de discernimento


O objectivo (da comissão parlamentar de inquérito) é descobrir se o primeiro-ministro mentiu ao Parlamento, chamando o primeiro-ministro ao Parlamento.
Suponho que haverá comissões de inquérito posteriores para averiguar se o primeiro-ministro mentiu ao Parlamento sobre ter mentido ao Parlamento.
Ricardo Araújo Pereira, in Boca do Inferno, Visão.

* * *

Why comments?

2630. O comentarista que País ainda não consagrou

Agora que, com toda a eficácia,

- ele até, cheio de coragem e pundonor nem sequer refilou, como fizera em 2004, em que consegi mesmo ser recebido em audiência de mascarada pelo presidente da república, só porque um apagado ministro do governo de então, en passant e displicentemente, deixou que se ouvisse a "boca" de que os comentário que o homem fazia não eram correctos nem isentos -

foi, sem contemplações, corrido à má fila da RTP - que não é empresa privada, mas sim pública - Marcelo Rebelo de Sousa, o comentarista que ingratamente o País ainda não consagrou, tem agora uma oportunidade que apenas surge uma vez na vida e... quando surge.

A de se internacionalizar e aspergir as suas excelsas opiniões, sugestões e críticas, enfim a sua imensa e plurifacetada omni-sapiência, por exemplo, na Al-Jahzeera.


Será que vai deixar perder tal ensejo?

...

2629. Late afternoon thought

Se, em geral, se considera que o vilarista tem um problema de carácter e, mesmo assim, nada se faz para acabar com esse problema, então a conclusão a retirar só pode ser a de que o problema de carácter não é apenas do vilarista.

É igualmente - e mais grave - dos portugueses.

...

segunda-feira, 8 de março de 2010

2628. A máquina de apanhar gatunos

Depois de aturadíssimos estudos e incontáveis ensaios, nos USA foi fabricada uma máquina que apanha gatunos.

Testaram-na em Nova Yorque e, em 5 horas, apanhou 1500 gatunos;

Levaram-na para China e, 3 horas depois, apanhou 3500;

Na África do Sul, em 2 horas apanhou 6000;


Por aí fora, sempre com resultados assombrosos;


Até que a trouxeram para Portugal e, uma hora depois, a porra
da máquina tinha sido roubada!

Foi instaurado processo, que está em rigoroso segredo de justiça, para se apurar se faz parte do processo Face Oculta, uma vez que raio da máquina tanto pode estar num sucateiro como...


... num banco!

...

2627. Cavaco tem mau hálito

Nuno Morais Sarmento, antigo ministro dos governos de Durão Barroso e Santana Lopes, diz que “quando Cavaco fala sentimos um mau hálito político do lado de cá da televisão”.
(...) Cavaco “aparece sempre ao país com um sobrolho carregado, um olhar castigador. Como se os portugueses tivessem errado… as pessoas cansam-se de serem descompostas todos os dias, cansam-se de alguém que fala como se lhe devêssemos dinheiro ou nos pede desculpas diárias.”
(...) aponta ainda o dedo ao Presidente da República e diz que ao ficar em “silêncio”, Cavaco foi “cúmplice” do “desgoverno socialista”
Jornal i 08Mar20120.

* * *

Finalmente, parece haver alguém capaz de vir à praça pública dizer umas quantas verdades acerca do cidadão nascido na Fonte de Boliqueime pu no Poço or whatever.

É que desde 1995 que digo o mesmo e até parece que é apenas má vontade minha contra tão excelsa personagem e seus freteiros do costume...
...

2626. A tartaruga no poste

Enquanto suturava um ferimento na mão de um velho "almeida", cortada por um caco de vidro indevidamente jogado no lixo, o médico e o paciente começaram a conversar sobre o país, o governo e, fatalmente, sobre o vilarista.

O velho disse:

- Bom, o senhor sabe... o vilarista é como uma tartaruga em cima de um poste...

Sem saber o que o "almeida" queria dizer, o médico perguntou o que significava isso de uma tartaruga num poste.

E o homem respondeu:

- O senhor vai pela estrada fora, quando vê um poste e, lá em cima, uma tartaruga desajeitada a tentar equilibrar-se.

Isso é uma tartaruga num poste!

Diante da cara de interrogação do médico, o velho acrescentou:

Ora, o senhor não entende como ela lá chegou; não acredita que lá esteja; sabe que não subiu sozinha; sabe que não deveria nem poderia estar lá; sabe que não vai fazer absolutamente nada de jeito enquanto lá estiver; não entende porque a colocaram lá;

- Então o que há a fazer?

- Ajudá-la a descer?

- Claro! E providenciar por que nunca mais suba, pois lá em cima definitivamente não é o lugar dela!

- ???

- Então, de que está a espera, aí, a olhar para mim? Depressa, corra e vá lá ajudar o raio da tartaruga a descer do poste!

...

domingo, 7 de março de 2010

2625. O significado de @

Depois de várias significações anteriores, do veneziano amphora (ânfora)ao árabe ar-ruba'a (isto é, com cerca de 15 quilos de peso), o símbolo @ acabou por, no séc. XVII, passar a ter outro significado, utilizando-se como abreviatura da preposição latina ad ("em" "a" ou "na") por contracção das letras a e d).

O @ continuou a ser utilizado até ao séc. XIX, altura em que aparecia nos documentos comerciais.

Em inglês lia-se - e lê-se - at, significando em, por contracção das letras a e t.

Em correio electrónico, faz todo o sentido a expressão inglesa at (em), não fazendo nenhum a que é usada entre nós, isto é, arroba (cerca de 15 quilos de peso).

Na verdade, ao escrevermos o endereço jose.vilarista@gmail.com, tal significa que a mensagem que estamos a querer enviar se dirige a um tal José Vilarista em (ou seja, cuja morada é em) gmail.com; não estamos a querer dizer que o José Vilarista pesa cerca de 15Kg lá no gmail.com.

Em tudo e para tudo é preciso algum nexo, algum sentido, alguma racionalidade, não é verdade?

Por essa razão, é correcto dizer-se josé.vilarista em gmail.com e patetice dizer-se jose.vilarista arroba gmail.com.

Aliás, se usarmos a preposição em não estaremos a copiar ingleses ou americanos; estaremos, isso sim, a usar uma expressão do mais correcto Português, uma vez que se trata de expressão própria do Latim, matriz da nossa língua.

Recusemo-nos, pois, a pronunciar disparates.

E agora, vamos lá enviar um email para o jose.vilarista@gmail.com, a desejar-lhe um excelente resto de vida no... Anel de Fogo do Pacífico, ok?

______

Este apontamento baseia-se num artigo da autoria de B. Oliveira, que me foi feito chegar pelo amigo Prof. Serafim Falcão.
...

2624. A quadra popular mais lembrada...

... pelo vilarista e sus muchachos, nos tempos que vão correndo:

Quem me dera, meu amigo,
saber ontem que hoje sei!
Já não daria comigo
a falar o que falei...

Tóino do Desleixo

2623. How more you dig, more you'll find

"A investigação do processo Freeport tem na sua posse uma carta que terá sido enviada, a 4 de Abril de 1996, por um dos sócios da empresa Smith&Pedro, Manuel Pedro, a José Sócrates. O documento indicia que, ao contrário do que o primeiro-ministro tem dito, ambos se conheciam. Mas, em declarações ao DN, Sócrates foi peremptório: "Reafirmo tudo o que disse em Janeiro de 2009. Não conheço esse senhor" José Sócrates declarou ainda não se recordar de ter recebido a carta em causa.

"Caro amigo, desculpe fazer-lhe chegar esta missiva à sua residência, mas considerei ser esta a via mais adequada, atendendo ao interesse de manter este contacto sob reserva." É assim que a carta começa e que, segundo a Polícia Judiciária, poderia indiciar um conhecimento mútuo". (...)

Mais aqui


* * *


Aqui se demonstra, uma vez mais, a atribulada relação entre o vilarista e a verdade. How more you dig, more you'll find... ou, em português de ginja: a cada cavadela sua minhoca.

...

2622. Ainda o 1º freight servant

O doutor Marinho e Pinto
enfia tal carapuça
que me lembra, eu não minto,
um doutor da mula russa!...

Tóino do desleixo
...

2621. Another freight servant

Coscuvilhices - Uma verdadeira peixeirada. Que nós todos pagamos. Sem proveito para o corpo e a alma. Nem para a verdade.

É suposto que a Comissão de Ética da Assembleia da República imponha a si própria um comportamento eticamente elevado. É suposto. Uma expectativa. No mínimo, uma ilusão que habita quem vota para aquele órgão de soberania que representa o povo da República. Quem quisesse saber se houve uma conspiração para controlar a Comunicação Social a partir dos trabalhos dessa Comissão tire o cavalinho da chuva. Não há trabalho.

Há coscuvilhice, um desfilar de indignidades em que se faz afirmações sem provas, oferece brindes e se escuta ressentimentos e ódios. Nem uma telenovela mexicana seria capaz de criar a amoralidade, a irresponsabilidade, a tagarelice do dizer mal entre comadres. Até agora, ou pelo menos até ao ponto em que ainda resisti a acompanhar, nem uma prova. Apenas insinuações, deduções mais ou menos delirantes e, pior do que tudo, uma sucessão de retratos de família em que nem jornalistas nem deputados e, sobretudo, nem o País fica bem. Uma mera sequência de cenas que mais parecem ser arrancadas do mercado da Ribeira à hora da chegada do peixe. Uma verdadeira peixeirada. Que nós todos pagamos, claro. Sem proveito nem para o corpo nem para a alma. Nem para a verdade." (...)

Moita Flores, CM 07Mar20120


* * *


Que será que dói a este gentleman de uma cana? Que, embora sem poderes de facto essenciais, a Comissão de Ética lá vai destapando o mal-cheiroso rabiosque de amigos seus? E onde está a peixeirada? No gozo que Pedro Soares e Vara foram para lá demonstrar?

Coscuvilhices, diz o engraçado faz-tudo e expert em tudo já inventado e ainda por inventar... É certo que em matéria de coscuvilhices o homem é perito de alto coturno (soturno?), pois a verdade é que, na maior parte dos casos em que aparece metido, é disso mesmo que se trata... Mas, para confundir essas suas aparições com o que está em jogo na Comissão de Ética... É preciso descaro! E freigh service...

Então não é que, mal se dá a certos senhoritos maior importância do que a que eles efectivamente têm, logo eles se armam ao pingarelho?

Moita! lá com isso, ó Flores!...

...

sábado, 6 de março de 2010

2620. Animal feroz à solta no Maputo



Entrementes...


...os filhos do Maputo vivem aterrorizados com a presença do animal feroz, à solta, peripateticamente correndo pelas ruas da cidade.

2619. Quosque tandem abutere patientia nostra?

Pinto da Costa
Pinto Monteiro
Pinto de Sousa
Marinho e Pinto

Já reparou que o País mais parece um galinheiro em que os pintos, alguns calçudos, passam o tempo a debicar-nos a paciência?

Quosque tandem abutere patientia nostra?, que é como quem diz, até quando abusarão da nossa paciência?
...

2618. A estocada final

Imagine-se que a última estocada em Pinto Monteiro, talvez a que mais mossa lhe causará, veio de Marinho e Pinto.

Disse a criatura que o actual PGR é talvez das poucas pessoas que não anda a fazer política e por isso o querem esfolar vivo na praça pública.

Afinal, quem o esfola vivo na praça pública é Marinho e Pinto.

O apoio do bastonário da OA deve ser precisamente o último dos que Pinto Monteiro necessitaria para se "defender", tal o descrédito em que o "defensor" caiu já com as suas posições de radicalismo feroz e muito rara insensatez.


Se se tivesse que caracterizar tal apoio em três palavras, dir-se-ia que se trata da "certidão de óbito" de cadáver adiado.
...

2617. Alguém duvida?

"Vara sempre me tratou bem". Manuel Godinho, o sucateiro - 1ª página do DN 06Mar2010

* * *

Tenha a coragem de se denunciar alguém que haja por aí que duvide da verdade contida nesta afirmação.
...
...

2616. the wordy freight servant

"Poder judicial empenhado em derrubar o primeiro-ministro"
Marinho e Pinto, na tarefa habitual

* * *

Marinho e Pinto, o freight servant de serviço permanente, empenhado em salvar o primeiro-ministro a todo o custo.

O bastonário da Ordem, dos Advogados parece tomar conta de tarefas várias, de defesa do primeiro-ministro e ataque a tudo quanto mexe e não se curva aos ditames do seu "protegido", em vez de tratar de zelar pelos interesses da classe que não representa.

Curiosamente, na sua qualidade de advogado, lógico seria que Marinho e Pinto tivesse outro papel, qual seja, o de defender os mais desprotegidos contra a sanha e as arbitrariedades dos poderosos como o seu guru.

Marinho e Pinto tem, sem dúvida, também o seu lugar na Pequena História de Portugal do primeira década do século XXI. Lugar por si próprio escolhido e que que faz inteiro jus.

* * *

O que Marinho e Pinto ainda não percebeu - e ainda bem que assim é - é que derrubar o vilarista é, hoje por hoje, a missão mais nobre de restituição de dignidade ao País, que qualquer cidadão que se preze pode reclamar para si próprio.
...

sexta-feira, 5 de março de 2010

2615. O apito encarnado

E disse então o inquiridor:

- Realiza-se esta audiência de inquirição, na sequência da instauração do processo de averiguações sugerido pelo dirigente do Foculporto, ilustradíssimo senhor Apito da Costa, por factos ocorridos ao longo das jornadas do campeonato da Liga que mostram, segundo aquele mui excelente e iluminado dirigente, existir um apito encarnado. Sem necessidade de mais considerandos, vamos passar então à diligência.

Senhor Apito da Costa, queira fazer o favor de explicitar melhor as suas afirmações, designadamente dando a saber quais os factos que consubstanciam as acusações que faz.


- ????

- Constato que nada disse. Talvez com uma pequena ajuda, não?... O apito encarnado de que falou é apitado por quem?

- ????

- E em benefício de quem?

- ????

- Tem alguma coisa na garganta? Está a ficar meio encarnado... Terá engolido o tal apito?

- ????

....

- Desculpe, senhor Apito da Costa, mas estamos aqui há já 3 horas e 42 minutos e o senhor ainda não referiu qualquer facto de que tenha conhecimento - ou, pelo menos, lhe tenha sido sugerido - que evidencie a existência de apito de tal cor, excepto a sua "vermelhidão" de há pouco que até bem nos assustou... Necessita de mais algum tempo para ver se se recorda de seja o que for?

- ????

....

- Bem, meu caro senhor, já passaram mais 5 horas e 15 minutos e... nada. Peço desculpa, mas não posso prosseguir. Há que encerrar esta diligência, cujos resultados, como se vê, foram absolutamente nulos, porque o senhor nada concretizou. Isso deveu-se à falta de elementos ou a qualquer outra circunstância?

- Fo... fo...

- Precisa de desabafar, senhor Apito da Costa? Bem, não é muito usual, mas nós gostamos de que as pessoas se sintam aqui como em casa. Por favor, desabafe...

- Nã, nã... Fo... fo... foi otra cicrunstansa, setôr...


- Então e que circunstância foi essa?

- É qua pasta incarnada qu'o setôr tem aí arrecebe a luz do soli e fere mavista, carago!

- Ó senhor Apito da Costa... desculpe lá, mas esta pasta não é encarnada...

- Ai num é incarnada?...

- Não, senhor. É azul. Da cor das riscas das camisolas do seu clube.

- Eh, pá! Desculpe lá vocemecê, carago, mas a mim aparecia-me a modos qu'incarnada...

- Pois é, senhor Apito. Afinal, temos que concluir que o senhor atropelou a verdade, sim, com a insinuações que fez, mas tem atenuante muito forte.

- Ai, tanho? 'Inda bem, carago! E cal é a antenuante q'eu tanho?

- A de ser daltónico, homem, a de ser daltónico!...

Com o susto da inesperada revelação, Apito desatou a expelir ruidosas e mal odoradas ventosidades o que tornou a situação extremamente incómoda, desagradável mesmo, dada a ausência no local da solícita "companhia de outrora" que tossia aflitivamente e acendia cigarros sobre cigarros quando desses apertos, pelo que, de imediato, foi encerrada a audição e toda a gente fugiu a bom fugir para a rua, em busca urgente de ar livre e despoluído...
...
...

2614. A mentira informal

click, para ampliar
...

2613. Acha que há alguma coisa a fazer?

Segundo sondagem referida pelo Público hoje, 60% dos portugueses consideram que o vilarista mentiu no Parlamento e que aquela mentira é coisa grave.

Então não é que, logo a seguir, 40% dos mesmos, considera que, se houvesse eleições agora, o PS com o vilarista à frente venceria de novo?

Acha que há alguma coisa que possa ser feita por gente assim?

Gente que, considerando que a mentira vilarista é grave, nem percebe que, sendo assim a criatura nem condições teria para se candidatar! Porque não é admissível que um mentiroso grave e como tal reconhecido, como é considerado por 60%, não pode ser primeiro-ministro por ausência de dignidade exigida por postura de Estado!

Acha mesmo que há algo que se possa fazer por gente com tal idiossincrasia?
...