Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

sábado, 14 de julho de 2007

1183. Late afternoon thought... (viiic)

A partir do momento em que atropela a Ética,
o Poder não mais é democrático e resulta no pior dos facínoras,
dispondo, como nenhum outro, de meios que lhe permitem
- e aos seus agentes -
os mais hediondos feitos, em completa impunidade.
Não pode, assim, ser deixado à rédea solta;
tem que ser combatido e derrotado por todas as formas
Ruvasa
...

2 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Plenamente de acôrdo, Ruben, GuerreiroII

PS- A Sulista já tinha o título Guerreira ...

(;-)

Ruvasa disse...

Viva, Eduardo!

Não é que eu queira ser guerreiro. O que quero, isso sim, é ver estes políticos de treta daqui para fora. Que vão gozar férias perenes lá para a Seychelles ou mesmo para Bora Bora... Embora daqui para fora!

Abraço

Ruben