Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

quarta-feira, 2 de abril de 2008

1509. Ó pai, quem foi...

- Ó pai, quem foi o Salazar?

- Foi um patife que pôs correntes nos portugueses durante quase 50 anos.

- E quem foram Mário Soares e os que se lhe seguiram?

- Foram os homens que libertaram os portugueses das correntes.

- E o que são as correntes?

- São aquelas coisas que o teu avô e os amigos dele usavam penduradas nos bolsos dos coletes, para segurarem os relógios.

Gentileza de AdaCosta
...

15 comentários:

Orlando disse...

Com esta ri à gargalhada.

Ruvasa disse...

Viva, Orlando!

;-)

Abraço

Ruben

Ashera disse...

rsrsrs
hoje em dia nem correntes nem relogios!
Bom fim de semana carissimo Amigo
Beijos e mais beijos

Ruvasa disse...

Viva, Ashera!

;-)

Bom fim de semana para ti também.

Beijos

Ruben

Isabel Magalhães disse...

Agora, nem correntes nem relógios nem segurança para os poder usar...



Abraço, Ruben e bom fim de semana.

I.

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

Mas, em compensação, esta vida de agora é uma alegria... uma paródia pegada!...

Abraço, querida Isabel, e bom fim de semana também.

Ruben

Camilo disse...

... ... Mário Soares e aqueles que lhe seguiram foram os Grandes Libertadores das (suas) Contas-Correntes.
Julgo que foi esta a resposta do pai.
(Penso eu de que...)

azurara disse...

Da conta-corrente foi com toda a certeza. Saiu-lhe um verdadeiro bambúrrio com os militares.

LUIZ SANTILLI JR. disse...

Ruben

Os anos nos ensinam que não devemos reclamar muito das coisas!

Elas sempre podem piorar!!!!!

Abraço

Luiz

Ruvasa disse...

Viva, Camilo!

E pensa com muito acerto, sim senhor.

Ainda agora o homem lá recebeu mais umas centenas de milhares de euros para a dita (a)fundação homónima.

Abraço

Ruben

Ruvasa disse...

Viva,, Azurara!

Pena foi que não tivesse havido ninguém capaz de o obrigar a engolir o bambúrrio a seco.

Abraço

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, Luiz!

É verdade. Por cá nem é "poder piorar"; tem sido sempre piorar mesmo...

Abraço igual

Ruben

Eduardo P.L. disse...

Ruben,

rir das desgraças ainda é o melhor remédio!

Forte abraço

Isabel-F. disse...

rir sabe sempre bem ...

como diz o Eduardo, rir das desgraças é o melhor remédio ...

beijinhos e bom fim de semana

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

Beijinho amigo para ti.

Ruben