Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

terça-feira, 5 de agosto de 2008

1695. Foto de alta definição

Tóquio
Click, para ampliar
...

11 comentários:

Isabel-F. disse...

mais uma bela foto nocturna ...

está lindissima.


bjs

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

Posta aqui jápela segunda vez. Só depois de a ter cá inserido agora é que me lembrei de que já a metera há uns tempos atrás.

Bjs

Ruben

Ventania disse...

Olá Ruben! Prazer em conhecê-lo, sou a mãe da pequena Luiza. Hoje fiquei feliz em ver o blog da Andrea e também o seu comentário. Vim aqui para afirmar que os textos da Luiza são dela mesmo! A minha interferência diz respeito a pontuação e acentuação que ela ainda não domina.
Este gosto pela escrita surgiu bem cedo, antes até da alfabetização, quando ela escrevia estórias que só ela entendia, mas que quando ela "lia" para a gente percebíamos que tinha início meio e fim. Com a alfabetização as coisas foram tomando corpo e várias outras estorinhas já foram escritas.
Sou muito ligada à tecnologia e fui ensinando-a a usar o word e, recentemente, o blog. Sei que a internet é uma terra de ninguém, por isso vou marcando os passos e seguindo os rastros. A minha visita aqui é prova disto... rsrs
Voltarei sempre por aqui, foi um prazer conhecer o seu blog.
Um abraço das montanhas de Minas Gerais, Desirée

Anónimo disse...

Viva, Desirée (Ventania)!

Gostei de a ter por cá e mais ainda porque confirmou a minha suspeita quanto às qualidades da Luiza.

Pois é verdade, mãe babada e com razão para o ser, tem aí uma verdadeira preciosidade.

Claro que certamente não nasceu de geração espontânea, não é assim? Terá a quem sair. Mas a menina promete!

Certamente que a quererei a si a visitar-me com regularidade, o que também farei com todo o gosto.

Irei passando pelo blog da Luiza. mas não comentarei, para que ela não aprenda a vir até aqui e se tente a vir msmo, o que quero evitar, uma vez que, por vezes, nós, adultos, até mesmo sem querermos, saímos um pouco das normas e, muito embora eu seja dos que pensam que os nossos filhos não podem estar metidos numa redoma - com os meus assim aconteceu... - também é bom que não se entre em exageros, não é?

Dê-lhe um beijinho e diga-lhe que eu vou estar atento, para ver como ela progride. Mesmo que ela não me veja, eu estarei presente.

Para si, também um abraço, este daqui de Setúbal, cidade de cem mil habitantes, a 40km de Lisboa, para Sul.

Ruben

PS.- Não quer inscrever-se na Tertúlia Virtual?

Se não sabe o que é, explico rapidamente:

É, como o próprio nome indica, uma tertúlia de bloggers do Brasil, de Portugal e de outros países, como a França, que se juntam virtualmente numa tertúlia no dia 15 de cada mês, postando acerca de um tema previamente declarado pelo Eduardo Lunardelli, de Piacaba, Santa Catarina, e pelo Jorge Pinheiro, de Lisboa.

Já tivemos uma, em 15 de Julho, sob o tema "O melhor lugar do mundo".

No próximo dia 15 de Agosto, o tema será "Água".

É engraçado e socialmente muito relevante.

Para inscrever-se, bastará que entre no blog "Tertúlia Virtual"

http://tervirtual.blogspot.com/

e, uma vez lá dentro, click em "Mister Linky", que logo verá.

Apareça, ok?

Pelo que vi no seu comentário, a pequena Luiza tem a quem sair pelo que a sua colaboração será muito apreciada.

Se quiser saber mais sobre a tertúlia, veja o blog do Eduardo, o "Varal de ideias"

http://tervirtual.blogspot.com/

Vá, não hesite, venha daí. Vai ver que se diverte e aprende umas coisas. Aprendemos todos!...

Outro abraço

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, Desirée!

Claro que o anónimo de cima não é anónimo nenhum. Sou eu. Só que me esqueci de preencher a identificação.

Coisas de velho...

Ruben

Ventania disse...

Oi Ruben! Já andei dando uma olhada no Tertúlia e fiquei encantada. Claro que vou me inscrever. Farei no final desta semana, porque estes dias ando meio stressada com provas e trabalho. Estou até pensando no assunto 'água'. Inclusive a escritora mirim já anda tendo uns devaneios também. Aguarde!
Falando em Luiza, a pequena ficou interessadíssima no seu blog. rsrs Não acho que seja caso de preocupação por sua parte. Sinta-se a vontade de visitá-la e deixar comentários caso queira. Estou sempre por perto e vejo que aqui temos uma imensidãoooo de assuntos interessantes.
E sabe o que aprendi? Quando o tema não é do alcance da criança, ela naturalmente não se interessa. Então, vamos caminhando e confiando na nossa intuição, o mundo tem muitas feras, mas imensos jardins!
Um abraço, Desirée

Andréa disse...

Ruben,

Realmente, acho que somos espectadores do desabrochar de uma escritora. Fiquei encantada com a Luiza e tb com o seu carinho com ela. Talentos assim têm que ser incentivados, por isso, e também pq fiquei muito emocionada, fiz o post para ela. (vc viu que ela tb disse que vai escrever sobre a água?)
Muito obrigada pelas visitas e comentários sempre carinhosos. Embora seja bisneta de portugueses por parte de pai, não conheço Portugal, mas tenho certeza de que ainda andarei pela "terrinha", como se diz por aqui, e terei a oportunidade de conhecer de perto meus amigos blogueiros.
Desculpe-me por demorar tanto a linká-lo (esse verbo já existe em português?) no Banho de Gato. A injustiça já foi corrigida.
Bjs.

gotaelbr disse...

Um abraço Ruben por seu comentário-abraço lá pelo ForEver PEMBA. Entre desencontros de opinião e gostos-desgostos por navegadores complicados e problemáticos patrocinados pela nossa Amiga Isabel desta net que nos congrega, acabamos por descobrir e fazer Amigos que esperamos conservar. Nem que seja pela África/Moçambique que ambos vivenciamos e apreciamos pelas marcas que gravou forte em nosso peito.
E aqui estou retribuindo a visita, apreciando seu blogue de imagens belas e também o "linkarei", ora pois e com satisfação!
Grande e efusivo abraço.

Ruvasa disse...

Viva, Désirée!

Ainda bem que gostou da ideia da tertúlia.

E, já agora, vá escrevendo umas coisas sobre a água, para eu ir buscar um poucpo de inspiração. É que ando tão preocupado com o caminho que as coisas estão levando aqui por Portugal, com um governo que apenas se governa e aos amigos e nos desgoverna a todos nós, os restantes, que perco a inspiração toda.

Enfim! Resta-nos a consolação de que não há mal que sempre dure.

Fico curiosíssimo por saber sob que ângulo vai a Luiza abordar o tema da água.

Ah! Nada de batota, hein? Ajudas, claro que pode e deve dar-lhe. Mads nada de exagerar, ok?

Abraço

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, Andréa!

Sim, foi-nos dado esse privilégio. E mais; com a possibilidade de podermos dar uma ajuda!

Já imaginou, daqui por uns anos, a "nossa" Luiza, escritora universalmente consagrada, a ombrear com Érico Veríssimo, Eça de Queirós, Jorge Amado e Fernando Pessoa... sabe_se lá se não os ultrapassando... a ser entrevistada por uma dúzia de meios de comunicação social, Tvs Rádios, jornais e revistas literárias (e das outras, que também têm direito) e, à pergunta:

- Como foi que lhe surgiu essa apetência pelas letras, pela escrita, que a touxe a este altíssimo patamar da Literatura mundial?

E a resposta:

- Sabe? Mamãe sempre foi uma mulher muito ligada a essas coisas e muito preocupada por dar-me a melhor educação e instrução possíveis. Desde mirim. Tem sido sempre uma mãe muito presente e solícita. Incentivou-me, amparou-me, corrigiu-me. Isso mesmo! Fez aquilo que só mãe sabe e pode fazer. Bem, depois, tive também a ajuda de uma simpaticíssima jornalista do Rio, a Andréa, e de um velhote português, de Setúbal, o Ruben, que me apoiaram igualmente muito, com excelentes incentivos.

Como é que vocês dizem? Ah! Sim! Minha nossa! Já viu? Só porque dissémos à pequena que escrevia bem e que devia continuar e à mãe que continuasse a incentivá-la, porque ali parece estar uma pérola, a grande escritora, não contente com ter-se imortalizado, vai imortalizar-nos também!

Cá por mim, não preciso de mais nada. Estou inchado de vaidade. Que alguém tente tirar-me este pedaço de glória e vai ver o que lhe acontece!!!

Atenção, muita atenção: estou a brincar, mas... a falar a sério, bein?

Bjs também para, si descobridora de talentos.

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, Gotaelbr !

É assim a Blogosfera. E assim deve ser. E, para que assim seja e continue, devemos tudo fazer para barrar o caminho a uns quantos totalitários Big Brothers que por aí andam, ao que parece querendo dificultar-nos a vida.

Porque, sabe, meu caro, como dizia o outro:

- Eles "andem" aí!

E nada acontece por acaso.

Mas nada levarão, a não ser um par de galhetas nas fuças e pena é que essas galhetas aconteçam apenas em sentido figurado...

Tenho muito porazer em manter este relacionamento que agora começa e, portanto, de ve-lo por cá com frequência. Farei o mesmo, lá no Forever Pemba.

Caramba! Moçambique não foi em vão!

Abraço igual

Ruben