Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

sábado, 23 de agosto de 2008

1750. O maior espelho natural do mundo


Situado no planalto da Bolívia, o Salar de Uyuni é não apenas o maior deserto de sal do mundo mas um gigantesco espelho natural.


Durante a estação húmida, as chuvas deixam uma finíssima camada de água sobre a planura, que provoca um dos espectáculos naturais mais belos do planeta.






O Salar de Uyuni é um dos principais destinos turísticos da Bolívia, visitado por 60.000 turistas por ano. As pessoas que ali têm estado assinalam que há alturas em que quase se torna impossível distinguir onde no horizonte acaba a terra e começa o céu.







A capacidade de reflexão da luz é tal que os satélites o utilizam para calibrar os instrumentos de medição. O sal reflecte a luz até ao espaço e as condições da atmosfera oferecem a possibilidade de obter medições cinco vezes mais precisas do que as que se fazem sobre o oceano.







A imensa planura resulta da retirada do grande mar que enchia todo o planalto há milhões de anos. O mar retirou-se e deixou a descoberto o que hoje são o Lago Titicaca, o Lago Poopó e os Salares de Coipasa e de Uyuni.


O deserto estende-se por 12.000 km2 tem cerca de 64.000 milhões de toneladas de sal. A incidência da luz sobre a superfície molhada provoca a sensação de se estar a caminhar no céu.


Click nas fotos, para ampliar.

NB.- Fotos e texto, este posteriormente traduzido, foram tirados de uma apresentação em powerpoint, que me chegou, sem indicação de autoria.

...

10 comentários:

Eduardo P L disse...

Muito interessante. Não conhecia! Como não sei nada deste mundo! Fico espantado!

Bom fim de semana!

Ruvasa disse...

Viva, Eduardo!

Não sabemos, amigo, não sabemos.Por mais que saibamos, sabemos sempre pouco.

Abraço

Ruben

Isabel Magalhães disse...

Ruben;

Belíssimo texto muito bem documentado com fotos. (Ou será ao contrário?) ;)

É um itinerário a considerar...

Quanto tempo, duas, três semanas?

Bj

I.

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

Bem, embora a altitude não seja a mesma do que aquela que cheguei no Tibete (5230m), sei que o Lago Titicaca (3820m) põe problemas muito semelhantes, pela extremna rarefacção do oxigénio.

Os 12.000km2 (não esquecer que a área do território continental português é de 89.000km2!!!) do Salar de Uyuni, correspondem a 120x100km e estão a uma altitude de 3600m, portanto mais baixo do que a cidade de Lhasa, no Tibete, que anda pelos 37000m.

Bj

Ruben

Maria Augusta disse...

Ruben, impressionante, não conhecia este lugar, obrigada por estas informações tão interessantes sobre ele.
Um abraço.

Ruvasa disse...

Viva, Maria Augusta!

Também eu não conhecia.
Logoi que tive conheciumento, apressei-me a trazê-lo aqui.

Abraço e obrigado pela visita

Ruben

H. Sousa disse...

Espectacular! Já roubei uma das fotos...
Abraços

Ruvasa disse...

Viva, Henrique!

Força! Elas estão aí para isso.

Abraço

Ruben

izmir evden eve disse...

thank you for sharing
info@evden-eve-nakliyeciler.com

ilovethis disse...

ao ver essas coisas maravilhosas q nos faz tirar a bunda do nosso redor
e sair parar ver com os pro´pios olhos as belezas q esse mundo oferecer

muiiito obrigado pelas footos