Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

domingo, 16 de novembro de 2008

1855. Rembrandt - "A lição de anatomia"

A lição de anatomia do Dr. Nicolaes Tulp
1622
óleo s/tela
Haia, Mauritshuis
click, para ampliar

O maior artista da "escola holandesa" chamou-se Rembrandt Harmenazoon van Rijn e nasceu em 15 Julho 1606, em Leiden, na Holanda, tendo falecido em 4 Outubro 1669, em Amsterdam.

Foi um gigante na história da Arte.

As suas pinturas caracterizam-se por fortes pinceladas plenas de cor e de tons claro-escuros verdadeiramente impressionantes.

Contra a vontade do pai, abandonou a universidade de Leiden para estudar pintura.

A obra de Caravaggio teve forte influência em todo o seu trabalho

Ao estabelecer-se como pintor, passou a ensinar arte, o que se tornou o seu modo de vida.

Rembrandt é autor de uma extensíssima obra, dela se destacando inúmeros retratos e auto-retratos, bem como as célebres e inigualáveis paisagens.

...

10 comentários:

Meire disse...

Tb gosto muito de arte, ateh arrisco umas pinceladas.

Meire

Ruvasa disse...

Viva, Meire!

Folgo saber.

Onde estão essas pinceladas, para as poder apreciar?

Abraço

Ruben

Ventania disse...

Olá! Gosto de Rembrandt, mas esta obra me causa um certo stress... mas não tiro o mérito, excepcional.
Bjos de Minas Gerais.

Ruvasa disse...

Viva, Désirée!

Rembrandt é, na verdade, um dos expoentes máximos do "barroco" e um dos meus pintores preferidos.

Em Setembro passado estive em San Petersburg e, no museu Hermitage, pude perder/ganhar algum tempo num espaço que lhe é dedicado, com quadros fabulosos.

Beijos para Belo Horizonte, Minas Gerais.

A Luísa continua em frente?

Ruben

Alice Salles disse...

Esse quadro sempre me deixou abismada! O realismo de sua pincelada e fantastico...

Ruvasa disse...

Viva, Alice!

É, sim. Na verdade, Rembrandt foi um portento.

Depois do caso completamente à parte que considero ter sido Miguel Ângelo (Da Vinci incluo-o noutra espécie...), o meu pintor favorito é, sem dúvida o flamengo Pieter Paul Rubens. Logo a seguir, vem este assombroso holandês.

Abraço

Ruben

josé louro disse...

O gajo que hasteou a bandeira nunca pensou que o meu amigo lá passasse...
Abraço.

Maria Augusta disse...

Rembrandt é um gigante mesmo, os claro-escuros de suas telas são fantásticos!
Abraços.

Ruvasa disse...

Viva, José Louro!

Realmente, não passei lá. Por acaso, qaue é frequente ir para aquelas bandas. Mas fizeram_me chegar as fotos.

Se este fosse um azar fortuito, nem mereceria grande reparo. Mas este
e apenas um de muitos, e apenas vem reforçar uma imagem de desleixo e deixa andar que se generalizou na sociedade portuguesa e que nem é contrariado - muito pelo contrário!... - pelos detentores do Poder.

Abraço

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, Maria Augusta!

Nesse particular do claro-escuro, admiro também bastante um outro pintor, Caravaggio, de quem já postei aqui algumas onbras e que apresentarei mais em breve.

Abraço

Ruben