Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

quinta-feira, 12 de março de 2009

2038. Humor


No aeroporto os passageiros esperam a chamada para embarcar num voo.

Aparece o co-piloto. Uniformizado, de óculos escuros e bengala branca, tacteando à medida que avança.

A funcionária da companhia encaminha-o até ao avião e assim que volta, para espanto de todos, explica que, apesar de cego, se trata do melhor co-piloto da companhia.

Alguns minutos depois chega outro funcionário. Uniformizado também, igualmente de óculos escuros e bengala branca, amparado por duas hospedeiras.

A funcionária mais uma vez informa que, apesar de cego, é o melhor piloto da empresa e ele e o co-piloto são a melhor dupla da companhia.

Todos os passageiros embarcam relutantemente no avião, preocupadíssimos, como é de calcular.

O comandante avisa que vão descolar e logo o avião começa a rodar na pista, cada vez mais velozmente.

Todos os passageiros se encolhem, transpirando por todos os poros.

O avião vai aumentando a velocidade e nada de descolar...

A pista está prestes a acabar e o raio do avião teima em não largar o chão...

Os mais timoratos entram em pânico.

O avião a correr e a pista a faltar... a faltar... a faltar...

O desespero toma conta de todos.

Instala-se o terror e toda a gente desata numa gritaria histérica.

Nesse exacto momento, o avião descola e sobe suavemente, em direcção às nuvens..

O piloto para o co-piloto:

- Se algum dia a malta lá de trás não grita, a gente lixa-se... Ai lixa, lixa!...
...

2 comentários:

Luis Bento disse...

A propósito da piada...há uma história verdadeira ocorrida na TAP...enquanto o avião estava na pista, o piloto passeou-se pelos corredores, ostensivamente, lendo um livro cuja capa dizia: "Como aprender a voar em dez lições"...he he he, bem...os passageiros não gostaram muito e apresentaram reclamação da piada...

Ruvasa disse...

Viva, Luís!

Caramba! Já não há que aprecie uma piada bem... esgalhada!

Por onde andará o bom humor luso?

Abraço

Ruben