Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

quinta-feira, 11 de janeiro de 2007

799. Réveillon no Funchal

...
...
...
...
...
...
Dois aspectos da noite
de Fim d'Ano no Funchal,
...
...
...
...
...
...
...
...
...
......
...
---
ainda sem o célebre
fogo de artifício
...
...
..
Click nas fotos, para ampliar

2 comentários:

Menina_marota disse...

Eu passei na cama...doente...snifff...sniff...
Mas já lá estive, um dia algures no tempo... e bem mais jovem...
Bom fim de seman
Bj ;)

Ruvasa disse...

Viva, Menina-marota!

Isso é que é azar!

Eu, cá por mim, passei-o bem, aqui bem perto de Settúbal, em Azeitão (Vila Fresca) no Hotel Club. Muito agradável, mas bem mais económico.

Mas lá que gostava de ter ido à Madeira nesta altura, lá isso...

Conheci-a em 1961 (sim, sou quase da idade do Matusalém...) e, depois de grande interregno, lá voltei em 2000, tendo corrido a ilha de ponta a ponta e ficando ficado completamente rendido.

Pode dizer-se o que se quiser do Alberto João. Mas que ele fez da Madeira um jardim verdadeiro e não apenas um postal, isso ninguém o pode contestar. E com um nível de vida bem superior ao do continente. A começar pelos cuidados médicos.

Tão bem tratada e cuidada região só conheci, em 1970, na África do Sul, mais precisamente em White River, uma zona deslumbrante, a que "apenas" o apartheid tirava muito do encanto.

Beijinho

Ruben