Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

quarta-feira, 10 de janeiro de 2007

798. Recordar, para avivar memórias 2


Este é o político que, em Outubro de 2004, sentenciou (não confundir com sentence, please!):

- Portugal tem que crescer 3%, sob pena de cair no abismo.

Com isso, deu ao então presidente da república, Jorge Sampaio - amargurado por não encontrar motivos para dissolver a Assembleia da República - a justificação de que este necessitava para, de imediato, convocar economistas amigos que, em pleno Palácio de Belém e em show-off nunca visto, criticassem violentamente o Orçamento de Estado, com inverdades que bem sabiam que o eram;

*

E este é o político que, um ano depois, no decurso da campanha eleitoral para a presidência da república, a que era candidato, sendo já primeiro-ministro José Sócrates, dizia:

- O País tem que crescer pelo menos 2%.

*

Nota alguma diferença entre ambos?

?!?!?!

São assim os políticos portugueses. Como este. Capazes de, amanhã (ou logo à tarde...), assegurarem coisa bem diferente do que ontem (ou hoje de manhã) juraram a pés juntos.

*



Finalmente,

este é o político que, sempre que fala, me deixa estarrecido;

quando não fala, estarrecido me deixa.



Benza-o Deus, que é Todo Misericordioso!
.........

4 comentários:

Sulista disse...

E este é o politico que defendeste com unhas e dentes aquando as eleições presidenciais que bem me lembro das nossas 'discussões' na altura ;-)

Beijinho

Ruvasa disse...

Viva, Maria João!

De vez em quando, parece que és atacada por algum bichinho de conta e... zás!

Onde foste buscar essa ideia peregrina?

Toma lá

http://ruvasa.blogspot.com/2005/02/203-resultados-do-psd-e.html

http://ruvasa.blogspot.com/2005/12/622-o-debate.html

http://ruvasa.blogspot.com/2005/12/625-que-vote-neles-quem-quiser.html

http://ruvasa.blogspot.com/2005/12/624-vote-nulo-que-vota-bem.html

http://ruvasa.blogspot.com/2005/12/623-ora-vamos-l-vote-em-verso.html

http://ruvasa.blogspot.com/2005/12/618-vote-em-verso.html

http://ruvasa.blogspot.com/2005/12/617-presidenciais-uma-vez-mais.html

http://ruvasa.blogspot.com/2005/12/610-boliqueimada-androginia.html

http://ruvasa.blogspot.com/2006/01/651-finalmente-o-pa.html

http://ruvasa.blogspot.com/2006/01/646-j-reparou.html

http://ruvasa.blogspot.com/2006/01/632-presidenciais-sugesto-de-amigo.html

Há um molho de outros intervenções no género que é ainda maior. Achei, porém, melhor, não entupir isto.

A verdade acima de tudo, Joãozinha!

Mas só pode ter sido o bichinho da conta, pois que não quero acreditar em má fé, que isso é coisa que não há entre nós. Nem mesmo quando as partidarites atacam...

Ou não é assim?

Beijinho, a pesar de o teu comentário poder ser facilmente tomado como caracterizador da minha falta de carácter.

Qu'é lá isso?!

Ruben

Sulista disse...

Sabes que não é má fé amigo ;-)


Tá bem...ficamos assim...por ora...mas eu lembro-me que qd eu receava que ele ganhasse as eleições, só me disseste bem dele ganhar em vez do Soares....EHehhehehe :-D

Beijinho Grande

Ruvasa disse...

Viva, Maria João!

Só se eu estivesse bêbado (raramente bebo e quando o faço, é só um molhar de lábios...) ou louco varrido (isto já não garanto que não aconteça), uma vez que, desde 1989, não suporto "semelhante tal" (mas eu por razões políticas, pessoais e de amizade com outras pessoas...).

Além disso, julgo que te deixei um acervo de exemplos bem ilustrativos de que, na verdade, apoiá-lo, sob que forma for, é que não. Posso, como é verdade, "desapoiar" mais Mário Soares (mas esse não me merece o menor pingo de consideração... até porque tenho vergonha na cara). Daí, porém, a defender o boliquueimado...

Safa!, como o próprio diria.

Além disso, tipo que não sabe comer bolo-rei em público, para mim...

Beijinho

Ruben