Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

sábado, 19 de maio de 2007

1078. Com papas e bolos...

foto Expresso

É fatal que aos olhos dos mais atentos apareça com
laivos de caricatura e pouca sisudez alguém que se apresente como campeã da Cidadania, depois de ter andado 33 anos a militar - "e a dar cabo da paciência", é certo também - em vários partidos, de que sempre saiu com zanga por não lhe terem feito as vontades pessoais.

Ainda agora, não fora não lhe terem dado no PS o acolhimento que pretendia para uma candidatura à CML, e certamente que a dita autoproclamada campeã estaria muito contentinha da silva no Largo do Rato, entretida a mandar às malvas a "tão amada" Cidadania, como, aliás sempre fez.


Estas coerências é que me matam. E, mais do que elas, só me assassinam com maior eficiência as incapacidades de juízo crítico dos eleitores portugueses.

Não há dúvida, com papas e bolos...

Mas também não é mal feito. Tantas vezes hão-de bater com a cabeça na parede, que um dia talvez ela se quebre, abra e alguma luz vá iluminar o interior.
...

14 comentários:

O Profano disse...

É assim o nosso Portgal, mas também só temos o que merecemos, caso contrário, o espirito do 25 de Abril viveria plenamente e não somente como memória que é apenas.

Ruvasa disse...

Viva, Profano!

É bem verdade. Cada povo só tem os políticos que merece.

Abraço

Ruben

Sulista disse...

Gostei ;-)
Em especial do final:

«Tantas vezes hão-de bater com a cabeça na parede, que um dia talvez ela se quebre, abra e alguma luz vá iluminar o interior»

É assim mesmo, infelizmente...

Beijinho

Ruvasa disse...

Viva, MJoão!

Beijinho

Ruben

H. Sousa disse...

Creio que o slogan alternativo para estes políticos podia ser o seguinte:
«Todos iguais, todos corruptos»

Ruvasa disse...

Viva, Henrique!

Nem esse esforço valem...

Abraço

Ruben

azurara disse...

Dela só tenho impressão. Mas é uma péssima impressão. Tem todos os tiques dos bloquistas.

E o Ruben tem razão:
Se o licenciado em engenharia lhe tivesse respondido à carta...

Ruvasa disse...

Viva, Agnelo!

Pois é, são todos muito simpáticos e bons rapazes.

Cidadãos ou partidários, consoante lhes dê mais jeito.

Era preciso é que a gente lhes desse o arroz. Mas as gentes não parecem muito melhores...

Abraço

Ruben

Camilo disse...

Atenção "ao detalhe", como dizem os nossos amigos brasucas:
Esta candidatura tem muito que se lhe diga.
Não é "infantil". Tem "substracto".
1- "Inimigos" do Costa votam Roseta;
2- "Dissidentes" PS,votam Helena;
3- "Chateados" do PSD, votam Roseta;
4- "Zangados" do CDS, votam Helena;
5- "Mal esclarecidos" do PC, Idem, idem;
6- E se a Helena, às tantas, junta "as esquerdas e Cª.Ldª.?
....
ERRATA:
Onde se lê
"Eleições à Câmara de Lisboa", deve lêr-se:
ASSALTO À CÂMARA DE LISBOA

Ruvasa disse...

Viva, Camilo!

Não digo que não.

O que digo é que, se o Sócrates tivesse acedido ao que ela queria, lá se teria mantido no PS, contentinha da silva, querendo lá saber da Cidadania!...

Conheci a senhora em 1979. Tenho-lhe seguido o trajecto desde então. Sei o que vale...

Abraço

Ruben

carneiro disse...

Quero ver o programa eleitoral, antes de adiantar opiniões.

Fui um dos que subscrevi a candidatura dela. Logo no segundo dia, quando percebi que havia a intenção de a eliminar " na secretaria".

A minha luta autárquica é a do ciclismo na cidade.

Logo se verá o que cada candidato se propõe a fazer.

Para já, a lista mais perigosa é a do Costa, pela presença do Salgado e pelo que o Carrilho afirmou sobre as intenções deste arquitecto.

Mas em cada eleição, o que mexe mais na cidade é as trocas de lugares nas acessorias camarárias. São largas centenas de empregos que ciclicamente se vão revezando...E cada nome numa lista - mesmo sem ser eleito - significa 1 ou 2 lugares de emprego para amigo...

Só a mim nenhum me toca, que eu passava logo a dar vivas a este regime... E subcontratava os amigos da blogosfera, naturalmente. Que eu não sou egoísta.

Ruvasa disse...

Viva, Carneiro!

E acho que faz bem. Conceder o benefício da dúvida é algo que é imprescindível que se faça, quando não se conhece alguém.

Eu é que já não posso dá-lo, até por não passar por idiota (de qualquer modo não voto em Lisboa...). É que conheço o que "aquela" casa gasta desde 1979. Que dali nada de bom vem, já eu sei desde então. Bastou o que bastou então e nos anos seguintes.

Agora, repito:

Se o Sócrates lhe tivesse dado atenção, porém, ela queria lá saber da Cidadania. Ficava-se no partidinho toda lampeira da costa. Portanto, vir agora para cá com ar de donzela invicta... Ei!...

Que a intenção era a de a "eliminar" logo à partida, disso não tenho dúvidas. Por dois motivos:

1. "Eles" são assim mesmo; sempre se comportaram assim. E o senhor Costa é um alho;

2. "Eles" la sabem, o que fazenm, porque "eles" já a conhecem de gingeira, também.

Mas "eliminá-la" logo à partida não é nada que ela não mereça. E ficava tudo em família. Estão bons uns para os outros. Sei do que falo.

Já agora, anote lá mais outra treta, das habituais. Tanto escarcéu (que fazia e que acontecia...) com o recurso para o Tribunal Constitucional, designadamente com o aviso de que ia recorrer, também com as imagens da entrega dos documentos do recurso (e os patetas da Comunicação Social atrás dela...) e, finalmente, o anúncio da grande vitória sobre as forças do "Evil" e, afinal, a vitória não foi dela, porque se se tivesse ficado à espera de sua excelência, tudo teria ficado em águas de bacalhau, pois que interpôs o recurso fora de prazo.

Valeu-lhe, na circunstância, não recordo agora que partido ou partidos - dos pequenos - que recorram - esses, sim, em tempo - por se acharem prejudicados com a decisão da "freteira" do Governo Civil, e a quem o TC veio a dar razão.

Mas esses não vieram para a praça pública armar "ao pingarelho".

Daqui se retira uma vez mais, a grande competência da enorme "artista", a quem podem os lisboetas confiar os destinos da cidade... A ela que nem dos assuntos próprios sabe tratar em devido tempo...

Depois, retira-se também mais outra coisa: é que o foguetório continua a ser imenso, como há 28 anos, aqui em Setúbal, mas a substância... nicles.

Sabe, Carneiro, um dos grandes inconvenientes que têm os "sexagenários" como eu é que já viveram umas boas décadas e, portanto, viram muito e por muito passaram.

E muitos lhes passaram pelas mãos também... Até que ganhou juízo e os mandou todos dar uma curva ao bilhar grande.

Mas talvez ainda um dia venha a escrever uma história de encantar. Quem sabe?!

Abraço

Ruben

Camilo disse...

Venha(m) de lá essa(s) história(s)...
antes que se faça tarde!!!

Ruvasa disse...

Amigo Ruben

Eleição após eleição, cada vez mais a política da democracia do
bem-estar se vai diluindo.

Estamos, pois, num caos político onde algumas pessoas (políticos) se movem para continuar a dominar o Estado e a usufruir de privilégios e governar segundo os seus interesses.

Um abraço
AAlves