Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

sexta-feira, 25 de maio de 2007

1095. Receita para acabar com o desemprego

O desemprego em Portugal atingiu o maior índice de sempre, de há mais de 20 anos para cá. Andará pelos 8,4%.

Pois bem: é problema de fácil resolução, agora que os "amigos" do noss'primêro andam assanhados à procura de quem seja punível.

Pespegue-se em cada funcionário público (e só nesses, porque - parece! - é nessa classe que vegeta a pior malandragem!...) e a cada um que, nos últimos três meses, tenha dito não uma mas 5 graçolas - parvas ou não, não contando as repetições... - acerca da licenciatura do noss'primêro, aplique-se a pena de aposentação compulsiva ou mesmo a de demissão. Sem apelo nem agravo.

Ver-se-á, de imediato, surgir emprego para toda a gente de boa vontade - e até sem ela... - e constatar-se-á ser necessário importar uma dúzia de cargueiros atulhados de gente da estranja, pois que os de cá não chegarão para preencher as lacunas.

Podem começar por mim. Para dar uma ajuda, aqui deixo uma graçola sem piada nenhuma, mas foi o que se pôde arranjar, assim do pé para a mão. E, na emergência, deve servir...
...

2 comentários:

Isabel-F. disse...

hehehehe ...

muito bem visto .

bj

Ruvasa disse...

Viva. Isabel!

Estarei sempre na primeira linha de quem se prontifique a propor soluções para um excelente desempenho deste espectacular governo.

Beijinhos

Ruben