Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

quarta-feira, 13 de junho de 2007

1125. O país está uma bandalheira!

Certamente que V. que me lê teve conhecimento de que o Presidente da República fez saber à RTP o seu desagrado pela forma como pela estação foram transmitidas as cerimónias do dia de Portugal, com cortes despropositados na emissão, para “enfiar” publicidade a martelo e em doses industriais.

Pois bem, veio agora a mesma RTP, em comunicado, dar a conhecer ao “exmo público” que já apresentou desculpas pelo sucedido. Até aqui, não estava bem, mas, como nada mais de decente podia ser feito, apresentadas as desculpas, havia que seguir em frente e esperar que nada mais de semelhante venha a acontecer.

Mas a RTP não ficou por aqui. Imagine que, logo de seguida, anunciou igualmente que, no próximo domingo, iria, às mesmas horas, transmitir as partes truncadas no dia 10

O país está uma bandalheira!

Se nem o presidente da república é respeitado e até chega mesmo a ser gozado – sim, porque isto é feito em jeito de gozo, só pode ser… – como é que os cidadãos comuns podem ter a veleidade de se verem respeitados?


Isto, meus senhores, brada aos céus!

O país está uma bandalheira!

Completa e absolutamente transformado em coutada de uns quantos, que se permitem tudo e mais alguma coisa, com a maior desfaçatez e na maior das impunidades.

Estou para ver se o presidente da república deixa que isto passe em claro!
...

12 comentários:

Ruvasa disse...

Caro amigo

Estás a ver como tratam a nossa cidade e o Sul, entre o Tejo e Algarve. Isto é simplesmente inaceitável numa televisão que todos pagamos e que se diz de serviço público.

A razão, parece-me, é não mostrar as potencialidades de uma das regiões mais atractivas para a instalação de qualquer actividade económica ou social.

Mas a rapaziada daquela estação não gosta de promover a região, daí as situações que sempre se deparam e que agora até a Casa Civil da PR notou.

Um abraço
AAlves

Ruvasa disse...

Viva, Alves!

É verdade tudo isso, sim.

Mas, para mim pior do que tudo é a bandalheira em que o país está transformado por estes tipos.

Abraço

Ruben

LPR disse...

É caso para dizer que Portugal vai recuar no tempo uma semana ou que a RTP 1, no próximo domingo, vai fazer concorrência à RTP Memória... Em nome de Portugal, de Camões, das Comunidades e de... Cavaco Silva.
De resto, a insatisfação do Presidente em relação à transmissão em directo das comemorações do 10 de Junho foi demasiado dura para não estar sustentada em dados muito concretos. Entre as 10h00 e as 13h00 do Dia de Portugal, a RTP emitiu dois blocos publicitários, um deles com perto de 15 minutos e outro com oito minutos. Enquanto o departamento comercial da estação pública facturava, ou fazia que facturava, para abater a dívida, a cerimónia de Setúbal, presidida por Cavaco, "deixava de existir" aos olhos do país e dos milhões de portugueses espalhados pelo mundo. Isto depois de os telespectadores terem tido opotunidade de medir o pulsar da popularidade dos nossos políticos, com Cavaco Silva a ser aplaudido pelo povo presente nas cerimónias e José Sócratas a receber vaias e assobios... Imaginamos a grande desorientação que terá invadido os bastidores da RTP face a tamanho desalinhamento popular...

Ruvasa disse...

Viva, LPR!

Ora aí está!

Quando inseri o post, a minha ideia tinha duas vertentes: a primeira, era a que ficou expressa no que escrevi, ou seja, que o país está, de facto uma autêntica bandalheira, onde ninguém respeita ninguém, tudo se medindo pela bitola do "desgoverno-coutada" instalado; a segunda destinava-se a ver se surgia alguém a mostrar que tinha percebido a razão de ser de tão inusitada transmissão tão truncada.

Afinal, sempre surgiu alguém que se apercebeu da coisa. E o problema esteve todo aí. A RTP, direcção de programas, direcção de informação e administração, limitaram-se a cumprir ordens que certamente lhes foram dadas imediatamente após a enorme vaia sobre Sócrates. Eles não podiam deixar que mais algum desagrado daqueles pudesse surgir perante todo o país. E, então, as ordens saíram de Setúbal directamente para a RTP. E, de imediato, foram cumpridas à risca.

No entanto, o que mais me escandaliza é a arrogância e falta de respeito do gozo (que não é outra coisa), de se "garantir" que "à mesma hora" serão transmitidas as partes truncadas. Isto é uma vergonha, isto é uma miséria, isto é uma patifaria sem nome.

Repito: estou para ver se o presidente da república se fica nas covas, agora, ou se toma a atitude que a dignidade do cargo e a dignidade do país mandam que tome.

Abraço

PS. - Gostei do seu blog. Vou linká-lo.

Ruben

Camilo disse...

Ó meus Amigos...
Isto é um "Caso de Polícia"!
É assim que eu penso.
A RTP é um "utensílio" altamente manipulado pelo (des)governo/Sócrates/PS.
Lembram-se da entrevista (preparada) para "justificar" as habilitações "inginheiras"?!
A resposta que o PR deu ao "descobridor-de-camêlos" na Margem Sul, mais o "alertar" para novos estudos sobre a OTA, devem ter caído muito mal no "Covil do Largo do Rato".
Daí, uma "partidinha" e logo no 10 de Junho...
que é para o PR aprender que quem se mete com o PS...
LEVA!!!
(Esta é a minha "leitura")
Cumprimentos.

Ruvasa disse...

Amigo Ruben

Tens toda a razão. Isto que se passou é de uma baixeza tão grande, que só neste País governado por "socancras" é possível passar impune.

É preciso o povo estar com muito medo ou ser de muito brandos costumes, para que ainda não se tenha mostrado, de um modo veemente e global contra o modo como estamos a ser (des)governados com tanta incompetência e maldade.

Um abraço
AAlves

Ruvasa disse...

Viva, Alves!

Isto, na verdade, ultrapassa tudo quanto é admissível.

Trata-se de uma nojeira. Estes tipos não têm o mínimo nível.

Há que correr com eles e depressa.

Abraço

Ruben

Ruvasa disse...

Meu caro Amigo,

Na parte que toca no próprio dia mostrei o meu desagrado a Sua Exa Presidente da República, através da página na internet da Presidência

Um abraço

Luís Saldanha

Ruvasa disse...

Viva, caro Luís!

É bom vê-lo por aqui.

Fez bem em ter manifestado a sua indignação. Era o que todos devíamos fazer.

Não é possível continuarmos inertes, assistindo a este assalto à dignidade do país e dos cidadãos.

Abraço

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, Camilo!

Essa é a sua leitura e está correcta. Claro que se tratou de uma revanchezinha dos meninos.

Mas o presidente da república não pode deixar passar isto em branco, pois corre o risco de ser completamente desautorizado.

A situação que estes tipos estão a criar no país não pode manter-se. Alguém tem que pôr cobro a esta bandalheira.

Abraço

Ruben

Vladimir disse...

Por causa disso é que o Vladimir na noite de Stº António não viu as marchas na RTP e foi para Lisboa vê-las "in loco".....

Ruvasa disse...

Viva, Vladimir!

Acho que fez muito bem, muito embora julgue que deve ter também sofrido algum percalço com a inclusão de "sambas e outras mercurices" numa festa essencialmente alfacinha.

Nós não temos emenda mesmo, pois não?

Abraço

Ruben