Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

sábado, 22 de março de 2008

1507. Resta uma consolação

É ela a de que com este exemplar, batemos mesmo no fundo dos fundos, no quinto (qual quinto, no sexto) dos infernos.

Depois desta prenda, por mau que seja, por arrogante que se mostre, por pesporrente que se apresente, nem que seja o diabo pintado de rosa escarlate, o que vier terá que forçosamente ser menos mau.


É que este é a quinta essência da desgraça que estava no nosso Fado.

Com a sua chegada, calou-se tudo quanto a antiga Musa da desgraça casquinava, nem se deixa que venha a grunhir qualquer futura Musa da desventura.

Depois desta criatura, não há deus, por mais malvado que se mostre, que seja capaz de criar outro igual ou pior; e, mesmo que o fosse, jamais teria "balls" para no-lo atribuir também, porque já temos a nossa conta.


É isso, não há anjo mau suficientemente mau para nos fazer uma dessas.

Portanto, é só ter mais um bocado de paciência. A "excelência" há-de ir chagar o espírito a outros, lá para a Patagónia.

Façamos, pois, mais um esforçozito. Pode ser até que algo apropriado saia.


Haja Deus!
...

18 comentários:

Isabel Magalhães disse...

Amigo Ruben;

Será que um 'VUDU' ajudaria...?


;)


bj

I.

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

Julgo que um kick off no vudu dava mais jeito.

;-)

bj

Ruben

azurara disse...

Mas olhe que ainda o vamos gramar mais uns anos. Ai vamos, vamos. Quando o povo chegar à urna (de voto) vai ficar amnésico!!!

NuNo_R disse...

Passei para desejar BOA PÁSCOA!
ABR...PROF...

Camilo disse...

Páscoa Feliz.

António Balbino Caldeira disse...

Caro Ruben

É por onde andamos. Já nos conformamos com um mal menor. Concordo consigo que é difícil que venha um ainda pior...

Ruvasa disse...

Viva, Azurara!

Mas vai ter que acabar, Agnelo, vai ter que acabar...

Abraço

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, Nuno_R!

Abraços também para si com votos semelhantes.

Abraço

Ruben

Ruvasa disse...

Vivam, Camilo!

Igualmente para si, caro amigo.

Abraço

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, António!

Sim, e isso para mim é o que mais dói. O conformar-me - eu, que nunca fui dessas coisas... - com o mal menor. É o espírito português, quem sabe... Partiu uma perna? Vá lá, que ainda pode dar graças a Deus. Podiam ter sido as duas... Sempre me rebelei contra este espírito. Pois bem, a ele já não fujo, também.

O que vale é que vão aparecendo uns "Antónios". Poucos, é verdade, mas sempre vão aparecendo. Ao menos, para manter a chama acesa.

Estarei sempre consigo, creia, mesmo que por aqui não me vejam como era hábito. E para o que for preciso, cá estarei, já sabe.

Abraço grande

Ruben

Ashera disse...

Boa noite e bom dia querido Ruben

"mesmo que por aqui não me vejam como era hábito"
**

Isto mais me desgostaria que a passagem por esta vida no meu Portugal.

Nada de "batalhas" juntos passamos, nem tão pouco uma esmola solicitamos aos nossos corações para que se dignem comungar...

Vai daí
Sabe-me bem ler-te
Sabe bem existires-me
Sabe-me bem este egoísmo
A todos nós que te lemos e amamos
Não nos falhes
Porque os dias são contados com a precisão do destino!

...Sempre penso que não mereço, e sempre vejo que há gente que merece mais.
A ignorância não significa desconhecimento, mas ausência de cultura, e nesse aspecto,o 25 de
Abril foi uma utopia e após (idade adulta) os filhos da Naçáo são Aquilo que se vê!

Pais de (putos) sem lei nem regras.
Filhos de filhos e filhos...
Beijos para ti amigo
Estejas bem sempre

Ruvasa disse...

Viva, Ashera!

Ando um bocado atrasado, mas cá cheguei.

Não me irei embora, querida amiga. Somente que, por razões médicas, tenho que afastar-me deste "senhorito" que me dá cabo dos nervos e me faz subir a tensão arterial a níveis indesejáveis.

Só de vê-lo, entro em espiral de loucura. Jamais me passou pelos piores sonhos a hipótese de um dia virmos a ter uma espécie de régulo que - estou mais do que convicto pelas provas já dadas - dispondo das mesmas condições, deixaria António de Oliveira a perder de vista. Porquê? Por tudo. Porque tem a mesma idiossincrasia relativamente ao eu é que sei (não sabe a ponta de um corno, desculpa o desabafo!), mas com a agravante, terrível agravante, de, ao contrário do outro que, sendo tímido, essa timidez o tolhia um tanto, enquanto que este é arrogante em extremo, aliás arrogante como os ignaros que, nada sabendo, nem sequer sabem que nada sabem e se insuflam de... nada.

Tu queres apostar que, chamando-se como se chama, o homem nem sabe que foi o honrado Sócrates?

Beijos

Ruben

helena disse...

Ruvasa:
Demora muito?

touaki disse...

Caro Ruben:
Há que continuar a malhar neles com força. Que não te doam os dedos...
Eu aqui no meu também lhes bato, à minha maneira. Dá por lá uma saltada e se der para aproveitares algo usa-o.
http://reinodamacacada.blogspot.com/2008/03/agenda-oculta-da-educao-parte-ii.html#links

Um abração

Ruvasa disse...

Viva, Helena!

Peço desculpa por só hoje ter respondido, mas tenho andado a ver se me passa o enjoo...

Receio bem que sim. Por todos os motivos, mas principalmente por um:

- o portuguesito de gema é masoquista em último grau; quanto mais lhe vão ao costado, mais quer...

A ver vamos se não é assim...

Abraço

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, Touaki!

As mesmas desculpas que acima apresentei à Helena, ok?

Sim, há que continuar a malhar na catrefada. Mas, por vezes, temos que fazer umas +paragens, para aliviar o teclado e desenjoar... que isto é dose para leão!

Abraço

Ruben

Isabel Magalhães disse...

Ruben;

Então o que é isso de se enervar com esta coisa? O blog é, tem que ser, lúdico. 'Bata' no sousa, chegue-lhe a valer, pendure-lhe o retrato num alvo e atire-lhe dardos mas não se exalte. A vingança serve-se fria, meu amigo...

Vamos lá a tomar conta de si, se faz favor, e não se afaste muito porque lhe sentimos a falta.

Abração.

I.

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

Claro que tenho que me enervar com esta "coisa". Muito embora não deva.

Quem é que consegue passar incólume por uma provação destas?

Sim, vou tomando conta e mim. Mas o que eu queria realmente, era tomar conta dele.

Abração igual

Ruben