Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

quinta-feira, 8 de maio de 2008

1542. Citação do dia

No que se insiste é que o governo de Burma permita que a comunidade internacional ajude o seu povo. Não se trata de uma questão política. Isto é uma crise humanitária.
CONDOLEEZZA RICE, no rescaldo do ciclone em Myanmar.
NYTimes
...

3 comentários:

Mariz disse...

Grande mulher! Todas as GRANDES figuras, acabaram por se calar de numa forma ou de outra.
Deixo-lhe com outro pensamento:
"O homem que não diferencia o pequeno do grande, e o insignificante do grandioso, não pode ser espiritualmente desenvolvido". - Morya.

Em todos os governos sejam eles quais forem e em padrão se apoiarem, jamais avançarão se a política PRIMEIRA, não fora HUMANITÁRIA E/OU A SOLIDÁRIA.AQUELA QUE ESTÁ AO SERVIÇO DO CORAÇÃO E NÃO DE OUTRAS DE ÍNFIMA RELEVÂNCIA.
As Consciências e Valores deveriam falar mais alto, que a lógica, o racional, ou sonho "dourado", que corrompe e corrói!
Aqui uma vez mais se aplica o PRINCÍPIO DO PRINCIPEZINHO:"só se pode ver com o coração."

E de coração com asas - alado - me vou. Tenho de colocar a matéria em dia perante umas tantas pessoas que me mandam carradas de coisas.

ESPAVORAÇÃO!
ESPAVO com o Coração - sem ele também nao haveria ESPAVO! - como é que então...se reconheceria a Luz que hà em si? e/ou nos outros?

Mariz

Isabel Magalhães disse...

Ruben;

Bem Haja por destacar esta citação.

[]

IM

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

Há coisas que não podem ser deixadas passar em claro.

Em 1999, estive na Tailândia, no rio Kway, já perto da fronteira com o actual Myanmar, antiga Birmânia.

Passei dois dias no meio da comunidade de refugiados "môs". Foi então que me apercebi das "dificuldades" dos "birmaneses" com as suas autoridades. De então para cá, porém, os horrores aumentaram exponencialmente.

[]

Ruben