Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

domingo, 8 de fevereiro de 2009

1934. O melhor em campo

O melhor jogador em campo, no
FCP - Sport Lisboa e Benfica

que terminou há instantes, foi

Yebda

Porquê?

Marcou o golo do Benfica e não cometeu o penalty que deu o empate.

* * *

Triste sina a do Sport Lisboa e Benfica!
Por via de regra, não joga nada e perde e empata

Quando joga...
... pois...
... empata, pois claro!

N.B.-

Uma vez mais se cumpriu a teoria que há muitos anos defendo, ou seja, o FCP tem sido a melhor equipa portuguesa de há uns bons 15 anos para cá.

E não é verdade que seja sempre beneficiado.

É mesmo muito frequente
que seja a melhor equipa em campo, pelo que não precisa de ajudas de equipas de arbitragem.

Todavia, quando necessita, tem a sorte de elas nunca falharem. Não porque haja actividades estranhas sob o tampo da mesa, não; apenas porque calha nesses dias os árbitros terem actuações infelizes, estarem em dia não. Certamente que se trata de uma coincidência. Não mais do que isso.

Mas o que é certo é que esta certeza que eles têm - da coincidência, claro! -, dá-lhes uma tranquilidade absolutamente decisiva para alcançarem triunfos. E os triunfos criam nos jogadores e em todo o conjunto uma dinâmica de vitória difícil de derrotar, como é sabido de outras equipas.

Como coincidência é o facto de, quando prejudicado, sê-lo sempre em condições que possibilitam o esbatimento do prejuízo, ou seja, na anulação de um seu golo válido, quando o resultado lhe está já a ser favorável.ou até, na validação de um golo irregular do adversário, mas apenas quando a sua vantagem é já de dois golos.

Mas igualmente a circunstância, não despicienda, aliás, de não haver memória recente de livres contra o FCP assinalados a menos de 35 metros da sua baliza. Com a subsequente exibição do cartão amarelo. Nem mesmo quando Suazo, ou outro qualquer, é atropelado pelas costas, ao iniciar fuga, isolado, ao encontro de Helton...

Essa é a grande supremacia a que o FCP se habituou de há 15 anos para cá e que lhe fez vencer 11 campeonatos num total de 15. Que começou com a história dos penalties, recorda-se? Naquela fase, ainda mais recuada, em que Fernando Gomes vencia a bola de prata com 22 golos, 13 dos quais de penalty. Saudosos tempos, esses!

Experimente-se dar estas facilidades ao Vitória de Setúbal, à Naval ou ao Trofense... a tutti quanti e veremos se eles chegam ou não a campeões.

O não-penalty de Yebda, de ontem, é algo de escandaloso. O "benfiquista" Pedro Proença estava a menos de três metros do lance e de frente, sem ninguém pelo meio. Mais claro do que isto...
...
Este é, pois, o segredo da carreira vitoriosa do FCP. Não há mistérios. Nem tácticas especiais. É tão somente isto.

E há poucas ilusões. O campeonato está decidido. Vem aí o treta, perdão, o tetra. Ou lá o que é...

* * *

Para encerrar a questão:
......
click, para ampliar
...

8 comentários:

Diamantino de Sousa disse...

Bom dia Caro Ruben. Concordo com o meu amigo. Porém, gostava de deixar uma perguntar no ar - SE FOSSE AO CONTRÁRIO O ÁRBITRO MARCAVA?
Um abraço e uma boa semana.
dp

Ruvasa disse...

Viva, Diamantino!

Claro que marcava.

Contra o Varzim já não marcaria.

Abraço

Ruben

Marco Valle disse...

Bom dia. Estive a ver os comentários de todos esses entendidos da bola e ainda há alguns que põe a dúvida de ter havido contacto com o braço.
pois estes Basicos ou são muito cegos, tontos ou só vêem para o seu lado. Então se o Lisandro o "Patinho Mergulhador", deixou os pés para trás para focalizar aí o tal possivel contacto, como vem esses gajos dizer que o contacto é ao nível do braço na barriga. Se assim fosse ele agarrava-se à barriga. Um bem haja ao Lucho, esse sim um grande Homem e Desportista.

Ruvasa disse...

Viva, Marco!

Isto é sempre o mesmo. Vira o disco e...

Abraço

Ruben

expressodalinha disse...

Árbitros estrangeiros precisam-se!

Ruvasa disse...

Viva, Jorge!

O fitebol indígena está completamente descalabrado.

Abraço

Ruben

Isabel Magalhães disse...

Ruben;

"O futebol indígena está completamente descalabrado."


É só o futebol?

Bondade sua! eheheheh!


Abraço

I.

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

Pois... pois...

Abraço

Ruben