Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

segunda-feira, 12 de março de 2007

940. O PSD analisa 2 anos de governo socialista

O Partido Social Democrata faz o balanço de 2 anos de governo socialista.

Aborda as áreas da Economia, da Saúde, da Educação, da Cultura, do Ambiente e da criação de empregos.

No mesmo documento apresenta uma resenha das propostas que o próprio PSD apresentou naquele período de tempo, relativamente à Justiça, ao combate à corrupção, à Segurança Social, à Educação, ao combate ao desemprego, ao apoio às PME e às reformas do Estado.

Sem qualquer comentário, aqui ficam todas, tal como se apresentam no documento divulgado pelo partido, para conhecimento e análise de quem nisso estiver interessado.

O documento, em pdf, pode ser consultado aqui, ou mesmo no site do PSD.
...

6 comentários:

Isabel-F. disse...

hei-de ir lá lê-lo ...

bom dia para ti e bj

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

Respondo apenas hoje, porque ontem estive e todo o dia fora.

Muito embora o documento esteja muito sintético - para aquilo que pretende mostrar - creio que vale a pena conferir algumas coisas que estarão esquecidas.

É uma forma de relembrar.

Beijinho

Ruben

Ruvasa disse...

Amigo Ruben

Eu estive presente na apresentação do evento e não pareceu mal o modo que o PSD encontrou para fazer oposição oa Governo, fora do Parlamento, pois aí (AR) qualquer proposta da oposição não tem seguimento nem grande divulgação.

Como primeira impressão, pareceu-me um esquema bem montado. Vamos ver se tem continuidade e qual a aceitação dos "media" e dos cidadãos, especialmente numa altura em que uma maioria da população começa a aperceber-se que foi e
está a ser enganada.

Agora quem pega neste bonito País e lhe dá os "empurrões" necessários para o aproximar dos seus irmãos europeus, sinceramente, não sei.

Um abraço

AAlves

Ruvasa disse...

Viva, A. Alves!

Tem - quando não outras - a virtude de relembrar algumas coisas que estariam esquecidas e que é conveniente estarem sempre no pensamento das pessoas.

Tive ontem oportunidade de constatar que esta iniciativa se encontra plasmada também em cartazes de rua.

Será que finalmente começa a surgir verdadeira oposição a este desmando em que sufocamos?

Abraço

Ruben

Sulista disse...

Não amigo Ruben.
Eles dizem isso pq não estão lá eles. Mas por trás, esfregam as mãos de contentes por o que o Primeiro anda a fazer ;-/

Beijinho

Ruvasa disse...

Viva, MJoão!

Sabemos disso.

Acontece, porém, que este governo precisa de oposição, venha de onde vier.

Deixá-lo de rédea solta é que não.

Já se viu do que são capazes~tais governantes e respectivos satélites.

E, daí... provavelmente, ainda não... Sim, ainda não se terá visto... Pelo caminho que as coisas estão a levar...

Ora, sabes bem que há muitos anos não ando nada satisfeito com os "meus". E não os poupo.

Nenhum governo, porém, alguma vez atingiu os patamares de arrogância, incompetência, auto-suficiência e bacoquice - tudo junto e de uma vez - como este.

É conveniente não branquearmos, por esquecimento ou apenas por não gostarmos de outros, o comportamento pouco correcto e com fortes laivos de autoritarismo deste governo de que padecemos.

Beijinho

Ruben