Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

quinta-feira, 14 de junho de 2007

1127. Um, dó, li, tá...




... cara de amendoá






um segredo coloreto




um, dó, li, tá...







Seja assim
ou seja assá
tanto fê
como fá...
...

13 comentários:

Camilo disse...

Então, vamos lá ao "refrão":
.....
"Lá em cima está o Tiro-Liro-Liro,
Cá em baixo está o Tiro-Liro-Ló...
Juntaram-se estes todos à esquina,
A tocar a concertina,
E a dançar o Só-Li-Dó!!!"

azurara disse...

Está com piada, sim senhor.

Abraço

Ruvasa disse...

Viva, Camilo!

Sabe, tanto a minha letra da cantilena, como o seu refrão, são amenos demais... para gente desta.

Abraço

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, Agnelo!

Falhei! Por completo!

A minha intenção não era ter piada. Era indignar as pessoas. Porque do que todos precisamos com urgência é de uma grande - de uma incontível - indignação e da expressão bem vívida dessa indignação justa e inadiável, sob pena de não termos o direito de nos lamuriarmos.

Abraço

Ruben

carneiro disse...

Como nenhum deles falou de bicicletas na cidade e condicionamento de transito na cidade e redução de poluição na cidade e portagens em certas zonas da cidade, ou seja, tudo aquilo que me interessava para poder respirar melhor dentro da cidade, mais vale ir preparando umas acções populares e umas providencias cautelares para chatear o futuro vereador do transito.

Quem sabe eu apareça na radiotelevisão ... sem ser algemado.

Ruvasa disse...

Viva, Carneiro!

Nenhum deles falou nisso ou noutra qualquer atitude. Porque são todos ocos.

Apenas um veio com um facto concreto e, mesmo esse, não à custa do seu futuro trabalho na CML, mas à custa dos favores dos "padrinhos" no Governo, ou seja, o pagamento das dívidas pequenas, num total de 2 milhões e tal de euros.

Este facto nem devia ser objecto de encómios; pelo contrário, devia ter sido denunciado como favorecimento ilícito, face aos restantes concorrentes, pois que o sr. António Costa, está a ser privilegiado pelo governo e até tem a lata de o afirmar publicamente.

Estou farto de dizer e repetir que "eles" não têm a mínima vergonha e são capazes de todas as maquinações.

A cada dia que passa se constata que é uma realidade.

Abraço

Ruben

L.Reis disse...

Eu pessoalmente já nem os posso ver, nem ouvir, nem coisíssima nenhuma. Estou farta de mediocridade, estou farta de quem nos governa e desgoverna e da passividade daquilo que somos. Estou farta da aridez do nosso mundo político e farta de tanta cretinice e falta de inteligência... Pronto ! Já desabafei!

Menina_marota disse...

Olha que ainda és arguido num processo de investigação!!! eheheh


Bjinhos e bom fim de semana ,))

Ruvasa disse...

Viva, L.Reis!

Não está só, pode crer, não está só. E sempre que sentir necessidade de desabafar, tem aqui um refúgio onde desabafos desses - e de outros - são sempre acolhidos.

Saudações amigas

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, Menina!

Pois. E o me problema é que, como á anos deixei de fumar, fico sem possibilidade de que alguém me vá lá levar um macito de cigarros...

Beijos

Ruben

Ruvasa disse...

Caro amigo Ruben

A desordem financeira da Câmara de Lisboa, ligada como está à desordem
económica e financeira do País, tem gerado nos melhores espíritos a
indiferença e o cepticismo.O Estado que continua a devorar a riqueza do País e a não ajudar a estimular o seu desenvolvimento, faz reflectir na sua capital o mau estar social.

E, enquanto a Europa e o Mundo se agitam na procura de novos caminhos para satisfação das suas populações, este País e esta Lisboa continuam a ter muitas pessoas para os amar, mas muito poucas para os servir.

O que vai sair destas eleições pouco interessa, pois, julgo eu, os
candidatos não estão lá para servir o interesse público, mas os interesses partidários e do amiguismo.

Ao que isto chegou...!

Um abraço

AAlves

Ruvasa disse...

Viva, Alves!

Claro! Claro! Claro!

A mediocridade - sob todos os aspectos e disfarces - impera.

Abraço

Ruben

Kenna disse...

Good for people to know.