Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

1321. Que estará a passar-se?

Estou a ficar verdadeiramente estupefacto!

De ontem para hoje, subitamente, houve um acentuado acréscimo de visitas ao Blog, mesmo de gente que há algum tempo já cá não vinha, mais precisamente desde que estive uns dois meses afastado da Blogosfera.

E até de pessoas que, tanto quanto consigo saber, jamais me tinham visitado ou o tinham feito de modo muito esporádico.


Mas a minha surpresa não pára por aqui.

Chegou-me também cerca de dezena e meia de emails de frequentadores habituais do Blog e de não frequentadores, expressando simpatia e solidariedade. Sim, simpatia e solidariedade!!!


Estou sinceramente estupefacto! Ignoro em absoluto o que se passa. Será que alguém pode e quer dar-me a explicação do sucedido?

Tudo isto é uma surpresa para mim. Muito agradável porque me faz saber que o que vou escrevendo vai chegando com algum agrado às pessoas e elas me aceitam muito melhor do que eu esperava, sim, mas surpresa, ainda assim.

Que terá acontecido que eu tenha feito, sem saber, ou que alguém tenha feito por mim ou para mim, sem que eu tenha sabido também, para que tudo isto, tão agradável, me esteja a acontecer?

Estou a gostar, lá isso estou. Mesmo que nunca venha a conhecer o motivo de tal acontecimento feliz, não deixarei de gostar. E muito.

Por essa razão, a todos, sem excepção, endereço os meus melhores agradecimentos e a expressão do muito apreço pelo apoio que me estão dando, sem, que eu, contudo, saiba porquê.

Resta-me agradecer também - e de forma muito especial, que me desculpem todos os restantes blogamigos - à pessoa (ou pessoas, que sei eu?) que para tal sucesso terão contribuído de forma decisiva, tão carinhosa, tão socialmente relevante.

Sinceramente, não me considero merecedor de tamanha distinção.


De qualquer forma, o meu Natal, por tudo isto, vai ser muito mais alegre e compensador.

Bem hajam, pois! Também por fazerem da Blogosfera um cadinho de simpatia extrema e solidariedade sem limites, onde cada vez mais apetece estar.

Num Portugal cuja sociedade está a extremar-se de forma quase assustadora já, constitui um refrigério, um bálsamo para a alma ser-se objecto de tamanho afecto. De tal modo que faz renascer a esperança em melhores e mais risonhos dias para o todo que constituímos.

Até nisso a Blogosfera é diferente para melhor e se mostra capaz de revigorar os laços sociais entre os cidadãos, em busca de uma sociedade mais justa e congregadora.

Claro que, como em tudo, há excepções, mas elas não passam, afinal, de meras confirmações da regra. E, claro, têm a importância que têm e daí não passam, porque chegaram ao ponto de incompetência de que falava L.J Peter, em relação à Administração e à hierarquia que nela se desenvolve e medra. O célebre "Princípio de Peter".

O caminho é em frente e faz-se caminhando. Então, continuemos a avançar. Estupefactos, sim, mas sempre em frente.
...

9 comentários:

Eduardo P.L. disse...

São os ares natalinos!
Presente de Papai Noel...Ou não acreditas que ele existe?


Abçs

Ruvasa disse...

Viva, Eduardo!

Só pode ser isso! Aliás, acredito piamente no Pai Natal. E, mesmo que não acreditasse até ontem, agora já não duvidaria, com toda a certeza.

;-)

Abraço aí para Imbituba, Santa Catarina.

Ruben

Isabel Magalhães disse...

Caro Ruben;

Se calhar foi por ter ido ao 'Oeiras Local'...

Os meus mais de mil visitantes semanais, - modéstia à parte, claro! - ficaram curiosos com o link e 'desataram' a visitar o seu blog.

Esta será uma hipótese remota mas conto que me conte quando descobrir a razão. :)

Abraço grande.

I.

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

Quer ver que foi isso?

Tenho que lá ir mais vezes. Talvez uma dezena por dia...

Que coisa mais intrigante!

Esteja certa de que conto, logo que eu próprio saiba a razão.

Abraço igual

Ruben

Ashera disse...

Ahahahahah
Cada vez que venho aqui apanho uma "barrigada" de riso...é rir até as lagrimas,,,
Eu venho porque aprendi o caminho, agora já até de olhos fechados, só os abro para rir :-)))) rsrsrs
Demais , demais!
Beijos e muitos beijos

Ruvasa disse...

Viva, Ashera!

Ora ai está algo que me conforta também muito. Fazer rir é difícil e provoca muita transpiração. Mas se, no fim, o objectivo é alcançado, valeu bem a pena.

Confesso que também eu, por vezes, ao escrever sorrio, rio e até gargalho. Bem, mas eu sou desse género. Fácil de levar às lágrimas de riso.

Portanto, não será aventura nenhuma pôr-me às gargalhadas. Conseguir levar outros a isso é que constitui um feito de assinalar. A menos que esses outros já tenham a predisposição para rir facilmente, o que é algo que devia acontecer a qualquer um, pois que o riso é a característica mais agradável e saudável de qualquer ser humano.

E então ter a capacidade de rir de si próprio, entendo eu que é o máximo expoente.

É um prazer ter-te aqui a rir. De tudo.

Iguais beijos

Ruben

Ruvasa disse...

Re-Viva, Ashera!

Também não admira, essa tua capacidade de rir a bom rir. Sei o que isso é, porque também sou Leão, do segundo decanato, 13 de Agosto.

Está explicado.

Um dia destes, talvez ainda hoje, te traga aqui outro motivo para rires a bom rir.

Ruben

Isabel Magalhães disse...

Caro Ruben;

Vivendo e aprendendo...! :)))

Também rio a bom rir, de mim e do que me rodeia, e como não sou nativa de Leão deve ter a ver com o meu querido SPORTING! :))))

Mas já agora, e porque o mote foi lançado, a minha casa astral de 'leão' é forte em planetas e aspectos. :)

bj

I.

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

Leões e derivados são terríveis.

Quanto a isso, relativamente a mim apenas sei que sou Leão. Nem sei qual o ascendente.

bj

Ruben