Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

sábado, 10 de maio de 2008

1552. Apito intermédio? - 2


Click na imagem,
para ampliar
...

9 comentários:

Camilo disse...

Recortei esta página.
Vou fazer um "comentário" sobre os "peritos-da-azia".
Claro, Vitor Pereira "vomitado", perdão, incluído!
Mas, Amigo Ruben, pelos resultados que deu esta "justiça" (quais castigos?!!!)... se vê o perigo do país onde estamos "inseridos".

Mariz disse...

Ruben,

Ruben...
"penso eu de que..." esta gente portuguesa, "pela-se" mesmo por algo que "apimente as suas vidas"...tristes! sobretudo porque podem exercer o seu livre arbítrio que é deveras mau. Se não fossem os desastres das crises polítiqueiras e as derrapagens dos futebóis, do que é que esta gente falaria? Da coca cola? ou das cervejolas? Sei lá... não me ocorre nada mais! A coisa é tão vazia! lembrei-me das bebidas para condizer!
Enfim...recordo-lhe, que esta gente...também vota!
Abraço, Ruben..daqueles! - penso que me perceba e me perdoe...
quem o manda a si ser pessoa pública, onde os demais fazem gala até á gabarolice de se dizerem "compinchas" - sim, esta é a palavra adequada!
Ainda bem que me livrei dessa praga a tempo! - pior que a do Egipto!

Mariz

ESPAVO... - reconhecendo sempre a tal lusinha que há por aí desse lado! pena não tocar a todos!

Ruvasa disse...

Viva, Camilo!

Pois, o tal "vomitado" é de tal força que nem só ele fica com vómitos. Eu também. E julgo que muita gente.

Abraço

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, Mariz!

Pois vota, claro! Em democracia é assim e ainda bem que o é. Mesmo na nossa democracia de arremedo (não era bem "arremedo" que queria escrever, mas, por decoro...).

E, precisamente por isso, é que é de toda a conveniência o esclarecimento, dentro do que seja possível.

Não sou ninguém e disso tenho consciência.
(nem quero ser de outra forma. Se o tivesse querido, certamente teria sido).
Mas, dentro do que me é possível, entendo que tenho que fazer o que me compete no esclarecimento, em todas as áreas em que possa movimentar-me. E, como entendo que devo esclarecer, naquilo que posso, estou completamente aberto a que me esclareçam a mim, quando tenho mais dificuldade em entender, por falta de informação adequada ou mesmo por insuficiência minha.

Entendi perfeitamente o que a Mariz disse e julgo que toda a gente entendeu. E entendo que nada tenho a perdoar nem ninguém tem seja o que for a perdoar-lhe.

Tutto va bene!

Abraço, com Espavo!

Ruben

Orlando disse...

O benfiquista acidental:

http://doportugalprofundo.blogspot.com/2008/05/o-benfiquista-acidental.html

Ruvasa disse...

Viva, Orlando!

Muito embora não tenha percebido bem a razão do link (que eu já antes seguira, aliás), imagino que tenha sido pelo facto de o presidente da Comissão Disciplinar ser alegadamente benfiquista.

Se a razão foi essa, permita-me que diga que, para mim, tal facto irreleva.

O que conta é apenas o de a decisão corresponder aos pressupostos provados que a ditaram ou não. Se corresponde, tudo certo; caso contrário, tudo errado.

O facto de ser benfiquista ferrenho ou mais moderado, ou até do Arrentela Futebol Clube, é-me igual.

No dia em que o Benfica - ou alguém com responsabilidades no Benfica - for apanhado a fazer maroteiras, o que eu mais quero é que haja punição.

Aliás, com o Benfica isso aconteceu, relativamente a um seu presidente que cumpriu prisão por ter "subtraído" dinheiro (190 mil contos) ao Benfica, mas que o acórdão que o condenou não obrigou a restituir, simplesmente porque o homem parece que apenas se ressarcira - e só em parte... - dos adiantamentos que fizera do próprio bolso ao clube, que tivera as contas congeladas e nem os ordenados administrativos podia pagar, nessas condições.

Portanto, e voltando ao princípio, que o presidente do órgão de disciplina seja benfiquista ou portista tanto se me faz, desde que se mostre isento e tenha decisões correctas e justas.

Aliás, ab initio desta hegemonia, como é sabido, ainda em terrenos da Federação, era sintomático que, na distribuição dos assentos federativos, jamais a Associação do Porto, a maior do país e liderada pelo enorme "amigo" de PC, jamais reivindicou a presidência ou qualquer outro lugar que não fosse o da presidência do Conselho de Arbitragem. Foram anos, anos, anos e anos nisto, como todos sabemos e aí nasceu o monopólio que conhecemos.

Ora bem e para terminar, há pelo menos uma decisão que é justa os condenados consideram justa: a aplicada ao FCPorto. Porquê? Porque o clube não vai recorrer e isso significa que se submete ao veridicto. Ora, se se submete, lá saberão os seus dirigentes porquê.

Por mim, penso que terão receio de que a coisa venha a engrossar e, portanto, terão preferido não mexer mais no assunto.

É outra coisa que me faz muito pensar e estranhar... ou não. Se o condenado fosse eu e tivesse a consciência tranquila, com a certeza de que era inocente, acontecesse o que acontecesse, recorreria até à últérrima das instâncias e, só após esgotada essa, pararia, por não haver mais nada a fazer. Mas continuaria a clamar a minha inocência por tudo quanto fosse sítio.

É que, haja o que houver, jamais deixarei que a minha dignidade saia... indignificada.

E, para assunto de tal valia, já escrevi demais. Não fora a consideração que por si tenho e não o teria feito.

Um abraço, amigo.

Ruben

Mariz disse...

Ruben...o que escrevi não era para si...por isso referi que essa gente...vota! E penso até que essa mesma gente não saiba o que é de facto: DEMOCRACIA! - bom..também não tivemos professores á altura, para educarem melhor o povo. é que passados todos estes anos, as pessoas acham que democracia é dizerem asneiras, e fazerem gala que percebem muito de tudo! Percebe? quando no fundo se observarmos bem...não atiram "uma para a caixa" - escrevendo como na g´+iria - porque assim é que eles se entendem! é um desconsolo! Deturpam tudo e que contentes que eles ficam quqndo alguém com um "estatutosinho" lhes dá alguma atenção...são capazes de ir lá para a vizinhança gabarem-se daquilo que escrevi anteriormente e não vou repetir...era porqtnto neste aspecto que me referia e não aos assuntos que o Ruben trás a lume!Espero que agora tenha ficado mais esclarecido!
Olhe! Dou-lhe os meus parabéns....
verdade!eu não teria tanto estofo!
ABraço
Mariz
ESPAVO!

Ruvasa disse...

Viva, Mariz!

Tinha-me apercebido de tudo isso que agora refere.

Repito: Tutto va bene! Avanti!

Espavo!

Ruben

Mariz disse...

Ainda bem que estamosem sintonia...
e que pensei que...bom, nada!
Agradecida.
Abraço-ESPAVO! Com muita LUZ por causa da virtude da PACIÊNCIA!

Mariz