Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

segunda-feira, 14 de julho de 2008

1607. Quatro versões do mesmo quadro

Primeiro, o original:


Agora, os outros:

LUAR

1998, 50x70cm
técnica mista, colagem e óleo s/tela

Isabel Magalhães

Click nas imagens,para ampliar

Sinceramente espero que a autora, minha blogamiga Isabel Magalhães, de blogs como o "Isabel Magalhães" e Oeiras local, não se amofine com esta publicação atrevida da sua obra.

Faço-o, porque muito gosto do quadro, entendendo que se trata de um belíssimo trabalho que merece ser glosado sob diversas cores e tons.

Oxalá o "pecado" me seja perdoado.

...

10 comentários:

M.A.R. disse...

Atrevo-me a afirmar que a Isabel não se zangará mesmo. O quadro é realmente muito bonito e prestou-se realmente a estas quatro variações de cor. Foi um exercício curioso.

Isabel Magalhães disse...

Bom dia, Ruben;

Claro que não me zango! :) A ideia foi mesmo muito criativa e se quer a minha opinião voto nas imagens 2 e 4.
Além disso, tenho ainda a agradecer a gentileza da lembrança de divulgar um dos meus trabalhos.

Um abraço do coração.

I.

NB - Três vivas às possibilidades acrescidas dos programas informáticos.

Ruvasa disse...

Viva, M.A.R.!

É, parece que não se zangou mesmo. Estava com algum receio...

Cumprimentos

Ruben

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

A pintora é que é a artista. Fez um quadro que, além de ser realmente muito belo, permite variações fantásticas.

Também dou - frenético!!! - o meu viva à informática. Como é que foi possível a vida sem eles?

Um abraço também

Ruben

Isabel-F. disse...

É belissimo e as variações apresentadas também...


parabéns à Isabel e beijinhos a ambos

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

Sabes o que te digo? Estou rodeada de artistas a sério. Os teus trabalhos são, como já te disse várias vezes, deslumbrantes e só uma verdadeira artista os pode conceber e executar.

A Menina Marota é a terceira.

No campo masculino, o Eduardo Lunardelli.

E tantos outros.

Aqui chegado, entra-me uma aflição: que faço eu no meio de tanta gente realmente artista? Contemplo. Que remédio!... Quem não tem veia, aprecia as dos outros...

Beijinho grande para ti.

Ruben

expressodalinha disse...

Continuo a preferir a versão original, embora a 4ª seja interessante.

Ruvasa disse...

Viva, Jorge!

Mas isso nem se põe em dúvida.

Uma coisa é o trabalho do/a artista; outra, bem diferente, é o click no Photoshop.

;-)

Ruben

O Lopes disse...

Também prefiro a versão original. Do Photoshop escolho a 2ª imagem.

Ruvasa disse...

Viva, o Lopes!

Com o que só revela bom gosto. Tanto em relação à primeira opção, como em relação á segunda.

Abraço

Ruben