Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

sexta-feira, 20 de abril de 2007

1010. Exactamente...


...

8 comentários:

azurara disse...

Pensndo bem, acho que, em vez do mínimo de decência, chegámos ao

MÁXIMO DA INDECÊNCIA

Ruvasa disse...

Viva, Azurara!

Mas está a ser feito um grande esforço no sentido da moralização de certos costumes.

Temos, pois, que apoiar decididamente os nossos guias, que tudo fazem por nos levar ao caminho certo.

Abraço

Ruben

isabel mendes ferreira disse...

o mais dificl não é???????????


mundo estranho este....





passo para desejar o maior sucesso....nesta nova casa...



cumprimentos.

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

É verdade, é o mais difícil.

Obrigado pelo voto e continue a aparecer.

Cumprimentos iguais

Ruben

H. Sousa disse...

Como é que alguém formado numa universidade indecente se lembra de apelar à decência? Sejam decentes, deixando-me ser indecente?
Isto vai ser a maior anedota de todos os tempos em Portugal.

Ruvasa disse...

Viva, Henrique!

E se fosse apenas isso!...

Como é que dizem os brasileiros, como é?

Ah! Já sei! "Tem gente que não se enxerga mesmo..."

Abraço

Ruben

Tiago Carneiro disse...

Mas para isso é necessário ter vergonha na cara!

Parabéns pelo blog. Como o Balbino diz: estamos a fazer um bom trabalho.

Continuem esta luta por Portugal

Abraço
Tiago
http://democraciaemportugal.blogspot.com

Ruvasa disse...

Viva, Tiago!

É bem verdade.

Acho que, se não nos dispersarmos, somos bem capazes fornecer-lhes essa vergonha.

Obrigado pela referência amável ao blog. Vou linkar o seu.

Abraço

Ruben