Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

sexta-feira, 6 de julho de 2007

1172. Mude-lhe o nome!


O Hospital de Portimão, o Hospital de Garcia de Orta e a Maternidade Alfredo da Costa são os primeiros estabelecimentos a praticar o aborto a pedido da utente.
Notícia de há momentos, na SIC


* * *

Maternidade
- s.f. qualidade ou estado de mãe; estabelecimento hospitalar destinado a mulheres parturientes (De materno + -idade)
Qualquer dicionário de língua portuguesa

* * *

Há por aí alguém que seriamente seja capaz de afirmar que a chamada
Maternidade Alfredo da Costa, ao dispor dos seus recursos, materiais e humanos, para a realização de abortos, está a honrar o espírito que presidiu à intenção com que foi criada e o seu nome indica, isto é, está a servir alguma mãe, está a auxiliar alguma parturiente, ou seja, mulher que se prepara para ser mãe e põe nesse acto as suas melhores esperanças e anseios?

* * *

Assim sendo, senhor Correia de Campos, faça o favor de cumprir este também seu dever inalienável, que é o de não permitir que, em maternidade - que existe para ajudar a que seres humanos possam aceder à vida extra-uterina - se faça precisamente o contrário daquilo para que está vocacionada, pelo que um dia alguém a criou, ou seja, retirar a seres humanos a possibilidade de virem a ter uma vida extra-uterina.

Ou, quando para isso não se ache capaz, então, por uma questão de decoro, mude o nome à Maternidade Alfredo da Costa. Rapidamente!


Haja algum senso e dignidade, porque o país não é uma coutada onde cada um que, casuística e conjunturalmente, acede ao poder faz apenas aquilo que lhe dá na real gana, sem se julgar obrigado a prestar contas.

O país é mais do que isso e precisa de mais do que isso. Muito mais.
...

4 comentários:

Isabel-F. disse...

"Ou, quando para isso não se ache capaz, então, por uma questão de decoro, mude o nome à Maternidade Alfredo da Costa. Rapidamente!"


apoiado.

bom fim de semana para ti
bjs

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

É um gosto sempre renovado, saber-te por aqui.

Bom fim de semana para ti igualmente.

Beijinhos

Ruben

Isabel Magalhães disse...

Gostei de saber da coerência do hospital da minha zona - Hospital São Francisco Xavier - e para os que desconhecem, a nova ala construída há cerca de um ano e que aloja os serviçps de Neonatologia, Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia, é do melhor que há no país em equipamentos e recursos humanos.

Seria, pois, - no mínimo - paradoxal que um serviço onde equipas especializadas se esforçam para salvar crianças prematuras, algumas das quais com pouco mais de 300 gramas, tivesse, por outro lado, um serviço que não lhes desse o direito à vida.


UM []

I.

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

Tem toda a razão. Por vezes, surpreende-me com certas coisas que vejo E esta é uma delas. Que me surpreende e me revolta.

Se querem fazer abortos na Maternidade, tenham ao menos a decência de lhe mudar o nome! Maternidade tem que ver com o ser mãe. Abortar é precisamente o contrário desse espírito. É preciso não ter mesmo qualquer pingo de vergonha na cara para uma destas. Se querem provocar a morte, não usem locais e designações que têm que ver com a vida.

[]

Ruben