Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

segunda-feira, 30 de junho de 2008

1580. Inflação e cabaz de compras

O Governo e o "seu" instituto de estatísticas dizem que a inflação é de 2,6%.

O "24 horas" e Bagão Félix entendem que é muito superior, quase o dobro.

Não sei ao certo quem tem razão, mas ando desconfiado...

De qualquer modo, vendo a aflição governamental em apresentar índices muito favoráveis à sua espectacular acção, atrevo-me a fazer a Sousa e camaradas uma proposta muito tentadora e que os irá satisfazer muito mais do que os número apresentados pelo INE. Aí vai ela:

Por um cachet de cinco caramelos comprados em Badajoz (baratucho, hã?) e desde que me confiram a possibilidade de mexer no "cabaz de compras", garanto que nele incluirei produtos tais que irão fazer com que, ufanos e prazenteiros, Vocências possam propalar aos quatro ventos - e aos portugueses também, já agora - que, graças à vossa excelente governação, a inflação está actualmente na ordem dos 0,7%... ou menos, é só pedir.

Para o efeito, apenas requeiro uma condição, aliás facílima de pôr em prática... não sei se me faço entender:

Não autorizarem que seja publicada a lista dos produtos que constituirão o novo e galhardo "cabaz".

Valeu, meus senhores? Vamos a isso?
...

2 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Ruben,

muito obrigado pela CHAMADA da TERTULIA VIRTUAL dia 15....no seu cabeçalho!
Aí se TODOS fossem como você! dizia uma canção brasileira....

Forte abraço

Ruvasa disse...

Viva, Eduardo!

Abraço igual, retribuído em dobro!

Percebe-se?

Ruben