Os portugueses têm de salvar-se de si próprios, para salvarem Portugal

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2007

876. Até a Natureza...

A Mãe Natureza acaba de mostrar a sua revolta pela regressão civilizacional de ontem, em Portugal.

O forte estremecimento que se sentiu só pode ter sido devido a forte repulsa por algo que causa grande dano geral, sem a mínima justificação, por algo que constitui grave atentado à condição humana.

É. Também a Natureza, verdadeira Mãe, discorda aberta e veementemente da ignomínia que se constituíu no dia de ontem. E, assim sendo, manifestou-se. Quem não sente...
...

8 comentários:

Isabel-F. disse...

... será mesmo??? ...

olha que eu apanhei um susto dos valentes ... estou em Lisboa, num 18º andar ... e isto abanou tudo ... e aí em Setúbal??? ...
na minha casa em Azeitão ... foi um abanaão de todo o tamanho ... a minha filha ficou aterrorizada ...

boa semana
bjs

Ruvasa disse...

Viva, Isabel!

Foi, na verdade, muito forte e demorado. Terá durado uns 4 a 5 segundos o que, como é sabido, nestas coisas é uma etermidade.

Quanto à intensidade, claro que não sei, mas calculo que tenha andado pelos + ou - 5 graus na escala de Richter.

Beijinho

Ruben

carneiro disse...

Ruben,

Quero expressar o meu agradecimento pela forma esclarecida, fundamentada e didáctica, com que aqui vim receber informação em especial, durante as 2 ultimas semanas.

Um abraço de amizade.

Ruvasa disse...

Viva, amigo Carneiro!

Por amor de Deus não diga isso!

Nesta hora que para mim é muito amarga, creia que as suas palavras são um bálsamo que suaviza um pouco a dor de alma que me avassala.

Por amor de Deus, porém, não diga isso.

Quem sou eu para merecer tal referência? A única virtude que me reconheço está na coerência de, em qualquer situação, defebder, sem tergiversações, os valores fundamentais em que acredito. Nada mais.

A sua boa vontade é que viu o resto, que não existe.

Mas amigos, mesmo sem nos conhecermos, pode crer que ficamos. E um amigo, é a melhor oferenda que qalquer ser humano pode receber.

Abraço de muita amizade.

Ruben

Sulista disse...

Viva amigo Ruben!

quem sabe não tens razão hein?...o abalo foi de 6,1 na esacala de Ritcher...estava na escola e julguei que ia cair ao chão com uma tontura :-) mas qd olhámos uns para os outros é que vimos que tds tinhamos tido uma 'tontura'.
Mas no piso debaixo não sentiram nada ;-)


Ruben, a luta continua!

beijinho GRANDE!!
:-/

Ruvasa disse...

Viva, Maria João!

É verdade, struggle goes on...

Na questão dos direitos humanos a luta jamais pode parar. Ai mínimo descuido, vem um tipo qualquer sem a mínima preparação humana e, porque conjunturalmente tem a faca e o queijo na mão, faz o que quer. E, como o que quer não pode ser coisa decente...

Beijinho

Ruben

Zéca Gallo disse...

Diz-me lá:
Tens a certeza de que no sul de Espanha e em Marrocos o povo também votou pelas mulheres portuguesas?

NÂO TE TRATES NÂO, E VAIS VER PARA ONDE TE ENVIAM!...

Ruvasa disse...

Quem não sabe ler e ver quando se trata de assunto sério e quando se trata de brincadeira não mnerece mesmo andar na Blogosfera...

tch...tch...tch...